MURAL

CAMPANHA UNESER

     NÃO SE ESQUEÇA DE DEPOSITAR SUA CONTRIBUIÇÃO

                CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
                AGÊNCIA 4158
                CONTA CORRENTE 0001792-8
                OPERAÇÃO 003 - (Pessoa Jurídica)
                CNPJ 20.773.657/0001-07



CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020

O Conselho Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), reunido em Brasília (DF) na tarde do dia 21 de agosto, definiu o tema da Campanha da Fraternidade (CF) 2020 como: "Fraternidade e vida: dom e compromisso" e o lema "Viu, sentiu compaixão e cuidou dele (Lc 10,33-34)".

Tema e lema reforçam a dimensão do cuidado, sugerida pelo bispo da Diocese de Barra do Piraí - Volta Redonda (RJ) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Francisco Biasin.

:: Todas as notícias da Campanha da Fraternidade

O Conselho Pastoral ainda definirá melhor qual o recorte, podendo-se aproveitar, dentro deste tema mais geral, vários outros aspectos sugeridos: mercantilização da vida, aborto, acidentes de trânsito e no trabalho, entre outros.

O Arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, Cardeal Sergio da Rocha, lembrou ser necessário, em função da amplitude do tema, sempre ter como orientação aprofundá-lo nas perspectivas pessoal, comunitária e social, para que não se perca de vista a construção da fraternidade, o objetivo principal da CF.

Fonte: www.cnbb.org.br e www.a12.com


Entenda a reestruturação redentorista

Em todo o mundo, a Congregação do Santíssimo Redentor passa por um processo de mudança significativa em sua organização, para poder continuar realizando sua missão na Igreja e no mundo. 

Assista ao vídeo e veja o que fala sobre esta realidade o superior da Província de São Paulo, padre Marlos Aurélio da Silva.

Acesse: https://www.a12.com/redentoristas/entenda-a-reestruturacao-redentorista-02-08-2019-09-58-26


Les presentamos al Hermano Valdir, Redentorista Indígena.

July 24, 20190186

(Manaus, Brasil) - Religioso, Misionario redentorista e indígena, con gran orgullo. Este es el hermano Valdir Santos de la Viceprovincia de Manaus. El joven de 27 años nació en São Gabriel da Cachoeira, una ciudad ubicada en el noroeste del estado de Amazonas, cerca de la frontera con Colombia.

Valdir con la hermana Eliana Cruz en Manaus

Valdir es de origen indígena, su familia es descendiente del pueblo Dessana, una tribu que habita en la región del Alto Río Negro. Desde 2010, el joven vive en Manaus. Inicialmente, ingresó al seminario diocesano, pero eligió la vida del Redentorista y hoy es un juniorista de la Congregación del Santísimo Redentor y está en el último año del curso de teología.

"Soy un indígena. Incluso ante esta realidad, abrazé, libremente, mi vocación. Mi familia hoy también me acoge como lo hice con la vida religiosa. Es un privilegio para mi pueblo tener un religioso de esta comunidad, es una gran alegría saber que nosotros también, como indígenas, podemos contribuir a la Iglesia", dice el Misionero Redentorista.

Junto con el hermano Sandro Duda, dirige las actividades de la Juventud Misionera Redentorista (JUMIRE) en la unidad de Manaus. Los dos asistieron al Congreso de Liderazgo JUMIRE, celebrado en la capital amazónica. Para Valdir, este fue un momento importante de fraternización e interacción entre los jóvenes, donde también pudo presentar algo de su cultura.

(www.a12.com)


CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019

FRATERNIDADE E POLÍTICAS PÚBLICAS

Lema: "Serás libertado pelo Direito e pela Justiça" - (Is 1.27)

Mensagem do Papa Francisco

O Papa Francisco também este ano enviou uma mensagem por ocasião da abertura da Campanha da Fraternidade. Eis a íntegra da mensagem do Santo Padre:

Queridos irmãos e irmãs do Brasil!

Com o início da Quaresma, somos convidados a preparar-nos, através das práticas penitenciais do jejum, da esmola e da oração, para a celebração da vitória do Senhor Jesus sobre o pecado e a morte. Para inspirar, iluminar e integrar tais práticas como componentes de um caminho pessoal e comunitário em direção à Páscoa de Cristo, a Campanha da Fraternidade propõe aos cristãos brasileiros o horizonte das "políticas públicas".

Muito embora aquilo que se entende por política pública seja primordialmente uma responsabilidade do Estado cuja finalidade é garantir o bem comum dos cidadãos, todas as pessoas e instituições devem se sentir protagonistas das iniciativas e ações que promovam «o conjunto das condições de vida social que permitem aos indivíduos, famílias e associações alcançar mais plena e facilmente a própria perfeição» (Gaudium et spes, 74).

Cientes disso, os cristãos - inspirados pelo lema desta Campanha da Fraternidade «Serás libertado pelo direito e pela justiça» (Is 1,28) e seguindo o exemplo do divino Mestre que "não veio para ser servido, mas para servir" (Mt 20,28) - devem buscar uma participação mais ativa na sociedade como forma concreta de amor ao próximo, que permita a construção de uma cultura fraterna baseada no direito e na justiça. De fato, como lembra o Documento de Aparecida, «são os leigos de nosso continente, conscientes de sua chamada à santidade em virtude de sua vocação batismal, os que têm de atuar à maneira de um fermento na massa para construir uma cidade temporal que esteja de acordo com o projeto de Deus» (n. 505).

De modo especial, àqueles que se dedicam formalmente à política - à que os Pontífices, a partir de Pio XII, se referiram como uma «nobre forma de caridade» (cf. Papa Francisco, Mensagem ao Congresso organizado pela CAL-CELAM, 1/XII/2017) - requer-se que vivam «com paixão o seu serviço aos povos, vibrando com as fibras íntimas do seu etos e da sua cultura, solidários com os seus sofrimentos e esperanças; políticos que anteponham o bem comum aos seus interesses privados, que não se deixem intimidar pelos grandes poderes financeiros e mediáticos, sendo competentes e pacientes face a problemas complexos, sendo abertos a ouvir e a aprender no diálogo democrático, conjugando a busca da justiça com a misericórdia e a reconciliação» (ibid.).

Refletindo e rezando as políticas públicas com a graça do Espírito Santo, faço votos, queridos irmãos e irmãs, que o caminho quaresmal deste ano, à luz das propostas da Campanha da Fraternidade, ajude todos os cristãos a terem os olhos e o coração abertos para que possam ver nos irmãos mais necessitados a "carne de Cristo" que espera «ser reconhecido, tocado e assistido cuidadosamente por nós» (Bula Misericórdia vultus, 15). Assim a força renovadora e transformadora da Ressurreição poderá alcançar a todos fazendo do Brasil uma nação mais fraterna e justa. E para lhes confirmar nesses propósitos, confiados na intercessão de Nossa Senhora Aparecida, de coração envio a todos e cada um a Bênção Apostólica, pedindo que nunca deixem de rezar por mim.

Vaticano, 11 de fevereiro de 2019.

[Franciscus PP.]


Não deixe de assistir o vídeo produzido pela Diocese de Presidente Prudente

Acesse: https://www.youtube.com/watch?v=baZGvrS4dZM


ARQUIOCESE DE BH NA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2019

Setores da Arquidiocese de Belo Horizonte, em parceria com a PUC Minas, criam e divulgam vídeos para reflexão da Campanha da Fraternidade 2019.

Para dinamizar e animar a vivência da Campanha da Fraternidade de 2019, a Arquidiocese de Belo Horizonte - por meio dos Vicariatos Episcopais para a Ação Social e Política (VEASP) e para a Ação Pastoral (VEAP) - e a PUC Minas - por meio do Sistema Avançado de Formação (ANIMA), do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (NESP) e do Observatório da Evangelização, produziu cinco vídeos que ajudarão a refletir sobre o desafiante tema das Políticas Públicas.

Esses vídeos destacam pontos importantes e necessários no que diz respeito às ações das Políticas Públicas, com um chamado ao compromisso transformador pela justiça social e pela luta por inclusão dos mais pobres e marginalizados. Tudo isso exige a cada cidadão a postura de assumir a defesa incondicional da dignidade da vida e a participar ativamente da construção de uma realidade sociopolítica e econômica que respeite e promova os direitos.

A Igreja Católica fez a escolha pelo tema das políticas públicas para a Campanha da Fraternidade 2019 em sua busca de bem concretizar a sua missão de evangelizar, pela prática libertadora de Jesus, a testemunhar-anunciar a boa notícia. Os cristãos, enquanto discípulos e discípulas de Jesus, não podem ficar indiferentes ou omissos diante dos sinais do tempo. Cada pessoa é convidada a dar atenção, ouvir, discernir e responder criativamente aos apelos e urgências da realidade social profundamente injusta e desigual, seja apoiando a luta dos movimentos populares, seja participando politicamente da construção coletiva de outra sociedade possível, fundada na prática da igual dignidade, da partilha fraterna, da economia solidária, da justiça social inclusiva, dos direitos humanos, do reconhecimento e respeito mútuos e do cuidado com a vida e o equilíbrio da Casa Comum.

A cada semana durante o período da quaresma, tempo litúrgico da Igreja Católica cujo início é na quarta-feira de cinzas (dia nacional da abertura da Campanha da Fraternidade), será divulgado pelos meios de comunicação da Arquidiocese e redes sociais digitais um vídeo dessa série de cinco. O primeiro deles, com caráter institucional, será divulgado no dia 06 de março. O segundo vídeo, com uma abordagem direta e objetiva sobre o que são as políticas públicas, será amplamente divulgado na próxima sexta-feira, 08 de março, e os três últimos vídeos nas semanas seguintes, consecutivamente.

Ajude a compartilhar os vídeos. Eles são excelentes propostas de formação e construção de conhecimentos para um assunto tão necessário.

Vídeo 1 - Evangelização e Políticas Públicas

https://www.youtube.com/watch?v=3BKZos4kVjA&t=75s&fbclid=IwAR24lGehQ6bcvlZ_7zMoLqLV8tVVieLBYGURpohNyGWoi1TLM_GrXSjMiiUhttps://www.youtube.com/watch?v=3BKZos4kVjA&t=75s&fbclid=IwAR24lGehQ6bcvlZ_7zMoLqLV8tVVieLBYGURpohNyGWoi1TLM_GrXSjMiiU

Vídeo 2 - Políticas Públicas - O que são elas?

https://www.youtube.com/watch?v=cJtEcY4oEyg&t=37s&fbclid=IwAR1wQCzUleIGHXj2xMSoM6yrXwc_cZpEE_e1yJcJwWJq6BtW7WBtQ9zbWC8https://www.youtube.com/watch?v=cJtEcY4oEyg&t=37s&fbclid=IwAR1wQCzUleIGHXj2xMSoM6yrXwc_cZpEE_e1yJcJwWJq6BtW7WBtQ9zbWC8

Vídeo 3 - Políticas públicas para todos ?

https://www.youtube.com/watch?v=NUNaWDTsURY&t=70s&fbclid=IwAR1vsFIoQaYhnpwX6t9LPtfUdw_HdgSGawj1m9le_UFkqTCHrCglctQLCjEhttps://www.youtube.com/watch?v=NUNaWDTsURY&t=70s&fbclid=IwAR1vsFIoQaYhnpwX6t9LPtfUdw_HdgSGawj1m9le_UFkqTCHrCglctQLCjE

Vídeo 4 - Políticas Públicas e Seguridade Social - Saúde - Previdência e Assistência

https://www.youtube.com/watch?v=QnfjEXhF1Yk&t=74s&fbclid=IwAR2JIDwbbnZ8B4txITZi1EpTHDPhj-yF0AHHPr6uzIwXnp6DV57cbg9SXFMhttps://www.youtube.com/watch?v=QnfjEXhF1Yk&t=74s&fbclid=IwAR2JIDwbbnZ8B4txITZi1EpTHDPhj-yF0AHHPr6uzIwXnp6DV57cbg9SXFM

Vídeo 5 - Políticas Públicas para uma sociedade de diferentes cidadãos

https://www.youtube.com/watch?v=NqfEuCwS2w4&fbclid=IwAR1GDwWNtQsQ9KZvAjftDLrFYBgzhCqCdsuGXNPVV6zy8F7K5ieizMrFIyohttps://www.youtube.com/watch?v=NqfEuCwS2w4&fbclid=IwAR1GDwWNtQsQ9KZvAjftDLrFYBgzhCqCdsuGXNPVV6zy8F7K5ieizMrFIyo





Nova coordenação da URB - União dos Redentoristas do Brasil

A nova coordenação da URB foi composta da seguinte forma: 

Presidente: Pe. Roque Silva Alves CSsR (BA), 

Vice-presidente: Pe. Nelson Antônio Linhares CSsR (RJ, MG e ES)  

Secretário: André Ricardo de Melo CSsR (GO). 

Os referenciais dos secretariados e das comissões, também foram definidos: Secretariado de Interprovincial de Formação: Pe. André Ricardo de Melo CSsR (GO); 

Secretariado de Interprovincial de Espiritualidade Redentorista (SIER): Pe. Edézio Borges CSsR (RS); 

Comissão da Juventude: Pe. Nelson Antônio Linhares CSsR, (RJ, MG e ES); 

Comissão dos Irmãos: Pe. Edilei Rosa CSsR (CG); 

Comissão dos Santuários e Perpétuo Socorro: Pe. Marlos Aurélio da Silva CSsR (SP); 

Comissão das Mídias e Justiça e Paz: Pe. Antônio Júlio Ferreira CSsR (FO); 

Comissão dos Leigos/Oblatos e Ex-seminariastas: Pe. Amarildo Luciano CSsR (AM); 

Comissão das Missões: Pe. Luiz Vieira CSsR (RE). 



A12 entrevista biblista Frei Carlos Mesters

O A12 conversa com um dos maiores biblistas do país, Frei Carlos Mesters. Ele é autor de três publicações recentes pela Editora Santuário, em parceria com outro biblista, Francisco Ourofino.

No bate-papo, Mesters explica um pouco do conteúdo dos três livros: "Gente como nós - os santos e as santas da bíblia para todos os dias do ano", "O credo - 12 artigos da nossa fé" e " Encontros de Maria com o povo de sua terra - 31 encontros de Maria, a mãe de Jesus".

Ele também conversa um pouco sobre como incentivar a leitura da bíblia e refletir a Palavra em círculos bíblicos.


Jornalista do A12, Eduardo Gois, 



Redentoristas de São Paulo têm novo governo provincial para 2019 e 2022 

Os Redentoristas de São Paulo contam com um novo Governo Provincial a partir do próximo dia 10 de fevereiro. A posse ocorre na missa das 18h, no Santuário Nacional de Aparecida.

Com toda a Província e pedindo as bênçãos de Nossa Senhora Aparecida, os próximos responsáveis pela condução da Unidade Redentorista de São Paulo irão atuar para o Quatriênio 2019 - 2022.

Padre Marlos Aurélio da Silva assume o governo diante da novidade da reestruturação de toda a Congregação Redentorista no mundo. O desafio, no entanto, é algo que o novo superior provincial acredita ser a oportunidade para um "novo tempo" na vida missionária e religiosa dos discípulos de Santo Afonso.

"A Reestruturação não significa o fim da Congregação. Mas é o início de um novo tempo! Hoje, estamos tendo a oportunidade de ser ainda mais missionários do que era possível em um passado recente. O vigor e a ousadia das origens estão sendo repropostos a todos nós! Se toda a Igreja é convocada pelo papa Francisco a estar em saída, para a Congregação trata-se de algo próprio de sua índole, pois ela é primordialmente missionária".

Padre Marlos já estava atuando junto ao governo anterior como conselheiro. Além dele, assume a direção da província padre Fábio Evaristo que também era conselheiro na gestão anterior e agora assume como Vigário Provincial, e os padres Anísio Tavares, Herivelto Pereira e Pedro Paulo Dal Bó como conselheiros.

Com a eleição do novo superior, em 18 de setembro de 2018, e após a composição dos conselheiros, o grupo visitou as 23 comunidades religiosas da Unidade de São Paulo. A visita motivada pelo diálogo com cada comunidade serve para manifestar a proximidade e ouvir as expectativas dos religiosos diante do Novo Quatriênio.

"Esse contato permitiu que a gente entrasse em diálogo para ouvir cada redentorista padre e irmão nas suas aspirações. Foi um momento para poder discernir o que é mais viável em vista do próximo Quatriênio. Eu e padre Fábio já acompanhávamos o governo anterior, mas é sempre uma oportunidade a mais para entrar em contato com realidades pessoais e pastorais das nossas comunidades, o que também contribuiu na composição dos membros das casas a partir deste ano", disse ao A12.

Padre Marlos é padre há 17 anos e possui mestrado e doutorado em Teologia Sistemática. Durante os últimos 12 anos, foi professor universitário no Itesp em São Paulo. Recentemente, lançou pela Editora Santuário o livro "Bispos do Brasil: promotores da participação dos leigos e leigas na Igreja e na sociedade", fruto de sua tese de doutorado.

Diante do novo compromisso, o Missionário Redentorista reforça a missão principal da congregação. "Continuemos unidos no mesmo ideal de servir ao Reino com alegria e gratuidade. Juntos somos mais e melhores! E jamais deixemos de manifestar nossa predileção pelos pobres e mais abandonados. Eles têm o direito de receber o anúncio da Copiosa Redenção dos nossos lábios e a partir do nosso testemunho", frisa.

O superior provincial deixa ainda uma mensagem aos leigos colaboradores junto à missão redentorista.

"Nós Redentoristas somos um grupo significativo e expressivo, mas sem a parceria dos leigos não conseguiríamos realizar o grande trabalho que realizamos. Queremos continuar somando esforços para nos dedicar cada vez mais a nossa missão. Cada batizado leigo e leiga tem sua participação da vida eclesial e por isso, são chamados a pensar a sua vocação e missão na sociedade. Este é um grande desafio que temos, o de homens e mulheres de fé que possam testemunhar para o mundo e para a sociedade civil, o seu compromisso com o Evangelho. Que cada leigo e leiga possa redescobrir o seu lugar na sociedade e naquilo que o Papa Francisco insiste de uma Igreja em saída", assinala.

Outro momento que marca a Unidade de São Paulo é a posse do novo reitor do Santuário Nacional de Aparecida, padre Carlos Eduardo Catalfo, no próximo dia 27 de janeiro, na missa das 18h, transmitida pela TV Aparecida.

O governo provincial tomou posse canônica no último dia 05 de janeiro, na festa de São João Nepomuceno Neumann, na Comunidade Redentorista Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Jardim Paulistano em São Paulo, sede provincial. A partir disso, o governo pode manifestar os atos administrativos inerentes à nova missão.

Fonte: www.a12.com


NOMEADO NOVO BISPO DE TEÓFILO OTONI - MG

Dom Messias dos Reis Silveira

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 14, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante diocese de Teófilo Otoni (MG), dom Messias dos Reis Silveira, transferindo-o da sede episcopal de Uruaçu (GO). A notícia foi publicada no jornal L'Osservatore Romano, às 12 horas de Roma.

Dom Messias dos Reis Silveira nasceu em 25 de dezembro de 1958 em Passos, Guaxupé, no estado de Minas Gerais. Realizou seus estudos filosóficos na Pontifícia Universidade Católica de Campinas e os estudos teológicos no Centro de Estudo da Arquidiocese de Ribeirão Preto. Foi ordenado sacerdote em 11 de agosto de 1992, e foi pároco da catedral "Nossa Senhora das Dores", na diocese de Guaxupé.

Foi o primeiro diretor pedagógico e formador do Seminário São José, do qual foi reitor. Também foi reitor da Casa de Formação Presbiteral "Nossa Senhora das Dores"; membro do Conselho Presbiteral; membro do Colégio de Consultores e do Conselho de Formação Presbiteral.

Dom Messias dos Reis Silveira foi nomeado pelo papa Bento XVI para a diocese de Uruaçu (GO) em 2007, sucedendo a dom José da Silva Chaves cuja renúncia ao governo pastoral da diocese foi aceita por limite de idade. No regional Centro-Oeste da CNBB, além de ser presidente ofereceu sua contribuição como bispo referencial da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e, atualmente, é bispo referencial da Comunicação.

Agora, com a nova missão assumirá a diocese de Teófilo Otoni (MG), até então vacante desde a saída de dom Aloísio Jorge Pena Vitral, em 2017.