A CSSR NAS AMÉRICAS

Reconfiguração das Vice-Províncias da América Latina e Caribe
Missionários Redentoristas entram em nova fase de sua história.
Cerca de 65 representantes das Vice-Províncias Redentoristas da América Latina e Caribe se reuniram em Trindade (GO) entre os dias 06 a 15 de agosto, para realizar a Assembleia Extraordinária com objetivo discutir questões importantes para o futuro da Congregação em nosso continente.
A assembleia se fez na forma de dias de estudos, partilhas, debates e de muita oração. Tudo transcorreu num clima de amizade, fraternidade e respeito. O principal trabalho foi a análise do Projeto Missionário e do Projeto de Reconfiguração das (Vice) Províncias da América Latina e Caribe.
Eram membros da assembleia os superiores vice-provinciais, os vogais (representantes das unidades), os representantes das regiões missionárias e dos irmãos das sub-conferências, além de alguns leigos convidados. Do Governo Geral, estiveram presentes o Pe. Rogério Gomes, C.Ss.R. (Conselheiro Geral), Pe. Marcelo Araújo, C.Ss.R., (Coordenador da Conferência) e o Pe. Michael Brehl, C.Ss.R. (Superior Geral), que presidiu a missa de encerramento na última quarta-feira (15).
No dia 15 os participantes da assembleia viveram um dia histórico com a análise do Plano de Reconfiguração que determinará num futuro próximo a reordenação das atuais 23 unidades de nosso continente.
A principal motivação dessa reconfiguração é a de fortalecer a vida apostólica dos Redentoristas e reforçar o sentido de pertença a um corpo missionário internacional e intercultural.Além disso, também pretende-se diminuir estruturas para responder de forma mais ágil e com criatividade aos desafios atuais da missão, liberando recursos humanos, financeiros e materiais para a missão.
Após debates e discussões, ficou definida que até o ano de 2022 será feito o planejamento, adaptação e unificação das unidades. O México deixará a Conferência da América Latina, passando a integrar a conferência dos Redentoristas da América do Norte, juntamente com Estados Unidos e Canadá. Esta mudança deve-se, sobretudo, os muitos imigrantes de origem latino-americana que lá existem.
Já as demais unidades devem iniciar o processo de unificação, de acordo com o mapa aprovado nesta assembleia. O Brasil, que atualmente é organizado em 9 unidades (5 províncias e 4 vice-províncias), após esta reconfiguração passará a ter em seu território 4 unidades, sendo que delas, duas estarão integradas também por países e nosso continente. Com o plano de reconfiguração chegou-se à seguinte organização:
Província 01: Porto Alegre, Campo Grande, Resistência e Buenos Aires (Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile
Província 02: Bolívia, Peru Sul, Peru Norte e Equador.
Província 03: São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.
Província 04: Goiás, Fortaleza e Recife (Belém/Macapá)
Província 05: Manaus, Venezuela e Colômbia (Suriname)
Província 06: América Central, San Juan (Porto Rico) e Haiti (Cuba)
Província 07: México e EUA
A data limite para a criação das novas províncias é o ano de 2022. Um período de transição será estabelecido até metade de 2021, para que algum congregado que desejar possa se adscrever em outra unidade que tenha melhor identificação, pode ser a de um outro país ou até mesmo de um outro continente.
Este mesmo trabalho de reconfiguração das (Vice)Províncias que acontece na América Latina deve acontecer também nos demais continentes.
Fonte: A12