A reflexão seguinte supõe que você

antes leu o texto evangélico indicado

29 – Sábado – Santos: Catarina de Sena 
 
Evangelho (Jo 6,16-21) “Os discípulos tinham remado uns cinco quilômetros, quando viram Jesus, andando sobre as águas e aproximando-se da barca.”
 
Vendo a multiplicação dos pães, o povo queria aclamar Jesus como rei, mas ele retirou-se para o alto do monte. Depois, à noite, andando sobre as águas, ele alcançou a barca dos discípulos. Queriam fazê-lo rei, mas ele era muito mais do que isso. Mostrou aos discípulos que não era um simples homem, mas alguém muito maior, acima das forças da natureza: deviam reconhecer que era divino.
 
Oração
Senhor Jesus, por isso sois importante para mim, porque sois Deus, e podeis salvar-me de mim mesmo e do poder do mal. Muitos já me ensinaram muita cosa sobre o como viver certo, mas somente vós podeis dar-me a força de vencer o egoísmo, fazer o bem e abrir-me para o amor. Creio em vossa divindade, e coloco em vós toda a minha esperança. Só vós me podeis dar a vida nova. Amém.
22 – Quinta-feira – Santos: Paulino de Nola, João Fisher, Tomás Moro.
 
Evangelho (Mt 6,7-15) “Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome...”
 
O primeiro pedido, na oração que Jesus ensinou, é que Deus seja conhecido, amado e honrado. Na verdade, pedimos que o Pai nos ajude, a nós e a todos os outros, a abrir o coração para o conhecer, que nos faça amá-lo acima de tudo, que toda a nossa vida seja para ele. Para isso fomos criados, nisso está toda a nossa felicidade, isso é nossa grandeza, que nos coloca cima dos outros seres.
Oração
Senhor Jesus, não apenas me ensinais como orar, mas estais sempre a orar comigo. Porque orais comigo, sei que o Pai haverá de me atender, mas também espero que aos poucos eu aprenda a me unir cada vez mais a ele. Ensinai-me a orar sempre, mesmo quando não estou pensando nele, fazendo tudo por amor dele e de meus irmãos. Estou certo que assim haverá mais paz para mim. Amém.
 

DEUS DE CORAÇÃO HUMANO

 
Dia 23 temos a festa do Sagrado  Coração, quando lembramos que o Filho de Deus nos ama também com um coração humano, com o afeto e o carinho de um homem. Em Jesus não vemos só o Filho de Deus. Vemos também o homem, o filho de Maria, o carpinteiro de Nazaré. Ele nos ama também como homem, e nós o amamos também como homem, com nossos sentimentos, anseios e entusiasmos. Podemos colocar nesse nosso amor todo o peso e ardor de nosso afeto. Não o amamos apenas com nossa razão, ele não é para nós um ser distante e abstrato. É companheiro, apoio, amigo. Mesmo sem o ver, sabemos que ele está sempre conosco, preocupando-se conosco, cuidando de nós a todo momento. É Deus que nos ama com um coração de homem.
 
    

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista

flcastro@redemptor.com.br