No centro geográfico de São Paulo uma igreja propaga a devoção mariana

25/09/2014 10:45
Pe. Inácio Medeiros, C.Ss.R. , 14 de Setembro de 2014 às 12h47
A cidade de Araraquara está localizada no centro Geográfico do estado de São Paulo. Nela existe a Comunidade Redentorista Santa Cruz, a segunda comunidade mais antiga da Província de São Paulo, criada no distante ano de 1920. 
A cidade de Araraquara
A cidade de Araraquara, como Igreja, pertence à Diocese de São Carlos e é sede da Região Pastoral 02 que engloba as 20 paróquias da cidade e mais algumas pequenas cidades da região como Santa Lúcia, Américo Brasiliense, Motuca e Gavião Peixoto. Todas gravitam ao redor deste grande centro urbsno.
De acordo com dados do censo de 2000, do IBGE, a população de Araraquara é composta por: católicos (73,05%), evangélicos (12,92%), pessoas sem religião (5,85%), espíritas (5,08%) e 3,1% estão divididas entre outras religiões e igrejas. A cidade que cresceu a partir da Ferrovia Araraquarense, tem hoje por volta de 220 mil pessoas e é sede de inúmeras indústrias, tem um comércio que serve toda a região e é polo universitário, com mais de 20 mil alunos.
Altar e Presbitério
A igreja Santa Cruz
No dia 03 de maio de 1871, uma pequena capela foi inaugurada, na praça que está defronte da atual igreja, com vista para à Rua 09 de Julho. A construção foi iniciativa de um aposentado da Guerra do Paraguai, José Inocêncio de Camargo. Além de construtor, foi também o primeiro zelador da capela durante muitos anos. Naquele tempo a praça e a capela ficavam no extremo da cidade, uma periferia ligada à zona rural do município, até então grande centro produtor de café.
No dia 07 de setembro de 1911, foi lançada a pedra fundamental do que seria a segunda igreja de Santa Cruz, instalada bem no alinhamento da Rua São Bento (Rua Três). Até 1915, porém, a construção se arrastou, ficando apenas nos alicerces, devido as grandes dificuldades financeiras. Em 1916, os trabalhos foram reiniciados com a ajuda dos araraquarenses. Como base, foram usados os alicerces da velha capela. Com isso, em 1917, as paredes já estavam recebendo o madeiramento. Esta capela só pode ser inaugurada, ainda que inacabada, depois da chegada dos redentoristas, em outubro de 1920.
Em 1932, os trabalhos de remodelação do que havia na construção foram reiniciados, prosseguindo ininterruptamente até o final do mês de agosto. Ficaram, então, definitivamente concluídos os trabalhos de remodelação, com ampliação das capelas laterais, presbitério e torre. A revolução paulista de 1932 (Revolução Constitucionalista) veio interromper mais uma vez os trabalhos e a fase final da reconstrução só foi inaugurada no dia 03 de maio de 1936, já pelo redentorista Pe. Francisco Alves.
Em 1952, por iniciativa do Pe. Miguel Poce, nova reforma foi iniciada, porque a igreja havia ficado pequena, graças ao afluxo de pessoas que procuravam o bom atendimento religioso e pastoral proporcionado pelos missionários redentoristas. Mas, em 1958, com sua transferência, as obras de reforma e ampliação foram retomadas e concluídas pelo Pe. João Ribeiro de Carvalho.
Desde então, outras reformas e adaptações foram realizadas, encabeçadas por diversos reitores que assumiram o pastoreio do povo. A última reforma foi concluída em 2003, transformando a igreja Santa Cruz, que não mais localiza-se na periferia, mas no coração de uma pujante cidade, numa das mais belas de toda a região, adquirindo sua forma atual, onde, entre obras de arte, se destacam os seus bonitos e artísticos vitrais.
Igreja de Santa Cruz em Araraquara
A Chegada e o trabalho dos Missionários Redentoristas
Dentro de poucos anos estaremos completando o centenário da presença dos redentoristas em Araraquara, pois na tarde do dia 21 de setembro de1920, portanto a 116 anos, Pe. Luis Weiss, primeiro reitor da capela, chegava para assumir a Igreja de Santa Cruz. A primeira comunidade estável e permanente, dedicada à pregação das Santas Missões e ao atendimento do povo que ocorre à nossa igreja, especialmente às quartas feiras, dia de intenso movimento de devotos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, foi estabelecida em 1922.
De lá para cá muitos redentoristas, padres e irmãos, passaram pela igreja e pela cidade. Hoje a comunidade, formada por 14 redentoristas, continua cumprindo a sua missão tornando nossa igreja Santa Cruz uma referência, não só na diocese de São Carlos, mas em todo a região, pelo atendimento espiritual e pastoral do povo, pela propagação da devoção mariana e por ser ponto de partida da equipe missionária que realiza a pregação das Santas Missões em muitas cidades e paróquias deste nosso imenso Brasil.

Altar e Presbitério

 
 

 

Voltar