MODERADOR GERAL NOMEOU COMISSÃO PARA ELABORAR PLANO ESTRATÉGICO

08/04/2015 14:15

 

Academia-Alfonsiana

A Academia Alfonsiana, como parte da Pontifícia Universidade Lateranense, necessita submeter-se a uma autoavaliação a cada cinco anos. Parte da documentação da autoavaliação requer a apresentação de um plano estratégico para a AVEPRO, a agência da Santa Sé para a Avaliação e a Promoção da Qualidade das Universidades e Faculdades Eclesiásticas. Ao lado desse exame, a Universidade Lateranense está participando de um programa com base no qual os títulos acadêmicos das Pontifícias Universidades são reconhecidos dentro do Sistema Universitário Europeu. Este programa (“O Processo de Bolonha”) requer a apresentação de um plano estratégico a muitas universidades e institutos associados do ponto de vista pontifício.

Desde o final de 2012, o Conselho dos Professores da Academia Alfonsiana tem trabalhado sobre um projeto; de todo modo, apareceu claro que o plano estratégico necessita abranger a Academia Alfonsiana inteira: A Academia, os Docentes e o Pessoal, os edifícios, os Serviços, as Finanças, e a Evolução/ o Marketing/As Relações Públicas. Dada a importância do projeto, o Moderador Geral nomeou uma Comissão composta pelas seguintes seus pessoas para elaborar um plano estratégico e submeter a ele para uma avaliação.

  • Silvia Anelli, S.T.D.
  • Rogério Gomes, C.Ss.R.,  (Província de São Paulo, Brasil)
  • Mathew Kessler, C.Ss.R., (Consultor Provincial, Denver) Co-presidente
  • Jules Mimeault, C.Ss.R., (Docente Associado da Academia) Co-presidente
  • Apisit Kritsaralam, C.Ss.R., (Provincial de Bangkok, Tailândia)
  • Stefano Zamboni, SCJ (Docente Associado da Academia)

Cada membro leva para a Comissão uma variedade de experiências e de competências: dois membros da Comissão são Provinciais; dois têm experiência com planejamento estratégico na direção de grandes obras, um em uma escola internacional e outro em uma editora; dois são membros da Comissão de Docentes da Academia e um deles é um ex-aluno da Academia e, hoje, é docente de teologia em Roma.

A Comissão Mista se reuniu na metade de fevereiro, por dois dias, e começou a se familiarizar com o trabalho que foi feito até hoje. O grupo se dedicou também em determinar critérios em base aos quais o plano deverá ser construído. O mês de março, decidido pela comissão, será o tempo para o ato constitutivo (um processo no qual o grupo traça o próprio mandato e esclarece as regras procedurais e comportamentais que guiarão os seus trabalhos) tanto quanto discernir de qual tipo de informação e de dados terão necessidade.

Nos próximos meses, as partes interessadas (docentes e pessoal, estudantes e ex-estudantes, Redentoristas das várias Unidades e outros serão convidados a dar a própria contribuição com a participação por meio de entrevistas, oferecendo feedback, participando de uma análise SWOT, e em outros modos que ainda não foram projetados. A Comissão considera que a participação de todos no processo vai criar as condições para que as iniciativas de de mudanças, derivadas do plano estratégico, possam influenciar na Academia Alfonsiana e na Congregação Redentorista.

A Comissão tem o programa de encontrar-se nos dias 26 e 27 de junho, em Roma.

Estão previstas mais informações para as próximas semanas e próximos meses.si.

CONTATO: Rev. Jules Mimeault, C.Ss.R., e Mat Kessler, C.Ss.R., co-presidentes deo  JCSPAA

strat.plan.aa@gmail.com

(Tradução: P. Rafael Vieira, CSsR)

Tags: ESPECIAL,
Voltar