Missa reúne família redentorista para encerramento do Ano Vocacional

16/11/2014 18:48

Por Elisangela Cavalheiro , 16 de Novembro de 2014 às 11h42

Membros das diversas paróquias e comunidades redentoristas de todo o estado de São Paulo, religiosos e religiosas dos diversos institutos religiosos afiliados à espiritualidade redentorista, inúmeros leigos, oblatos e jovens que partilham o carisma e espiritualidade afonsiana, estiveram reunidos na manhã deste domingo, 16, no Santuário Nacional para a missa de encerramento do Ano de Promoção da Vocação Missionária Redentorista.

Encerramento Ano Vocacional no Santuário Nacional

A missa presidida pelo superior provincial, padre Luis Rodrigues Batista, CSsR, e concelebrada pelos padres Rogério Gomes, CSsR, superior provincial eleito e Domingos Sávio da Silva, CSsR, reitor do Santuário Nacional, além de inúmeros Missionários Redentoristas, encerrou com chave de ouro o Ano Vocacional Redentorista iniciado em 1º de agosto de 2013.

Um coral de 200 vozes liderado pelo irmão Alan Zuccherato, CSsR, cantou o Hino do Ano Vocacional Redentorista junto com o autor da música, padre Ronoaldo Pelaquim. Formado por cantores e músicos de diversas cidades, o coral abrilhantou e animou todos os presentes.

missa_de_encerramento_do_ano_vocacional_redentorista_thiago_leon_31

Após a procissão de entrada o animador da celebração, padre José Luiz Queimado, CSsR, indicou a todos os fiéis presentes na Casa da Mãe Aparecida a importância desse momento celebrativo para toda a Família Redentorista.

Foto de: Thiago Leon.

missa_de_encerramento_do_ano_vocacional_redentorista_thiago_leon_9

Padre Luis: "Somos chamados e enviados para
anunciar a Copiosa Redenção, o amor
exagerado de Deus voltado para cada um de nós". 

Na sua reflexão, o superior provincial, padre Luis Rodrigues fazendo referência à parábola dos talentos evidenciada no evangelho deste domingo, lembrou que os dons recebidos por Deus devem ser colocados a serviço da Igreja, da sociedade, da comunidade. "Não é pra que a gente enterre os dons e presentes que recebemos de Deus, é pra colocarmos a serviço da vida", disse o superior. Esses dons devem, continuou padre Luis, "ser colocados no combate à injustiça e a tantas situações que destroem a vida", frisou. Nesse sentido, é preciso que cada pessoa se interrogue sobre o que está fazendo com os dons e talentos que recebeu do Senhor. "Como nós estamos conduzindo a nossa vida, esses dons que recebemos?", completou. 

Ressaltando o encerramento do Ano Vocacional, o superior mencionou o esforço realizado em todas as frentes em vista do fortalecimento da vocação missionária redentorista. "Nós celebramos um tempo, concluímos o que nós chamamos de Ano Vocacional Redentorista. Que foi vivenciado no mundo inteiro, nos 79 países em que a Congregação Redentorista está presente. Nesse tempo, quisemos celebrar e rezar a nossa vocação missionária", assinalou padre Luis.

Para o superior, o Ano Vocacional deixou um apelo e um estímulo à vivência cada vez mais decidida pela vocação missionária. "Nessa consciência somos chamados e enviados para anunciar a Copiosa Redenção, o amor exagerado de Deus voltado para cada um de nós". Por fim, agradeceu a presença de todos os institutos religiosos, as paróquias e comunidades atingidas pelos Missionários Redentoristas que vieram celebrar a vocação e espiritualidade missionária.

Após a comunhão, membros dos diversos institutos afiliados, Missionários Redentoristas, jovens e leigos entraram em procissão trazendo a Imagem de Nossa Senhora Aparecida, e diante dela, renovaram sua fé e missão. 

Ao final, todos os Missionários Redentoristas presentes no Altar aproximaram-se da Imagem e entoaram o canto "Salve Regina" homenageando a Mãe de Jesus, em um momento singular de unidade e comunhão de toda a Família Redentorista.

Voltar