Igreja não é uma realidade estática, mas caminha para o Reino dos Céus

26/11/2014 13:53
Publicado em: 26/11/2014

papa_audiencia_26112014

Na catequese desta quarta-feira, 26, Papa Francisco refletiu sobre a finalidade para a qual a Igreja converge, o Reino dos Céus. “A Igreja não é uma realidade estática, imóvel, finalizada em si mesma, mas vive na história caminhando continuamente para a meta última e maravilhosa que é o Reino dos Céus, do qual a Igreja na terra é o gérmen e o início”, frisou.

Uma meta que pode e deve ser concretizada por cada cristão, já no concreto da sua vida, porque “na visão cristã, a distinção fundamental não é entre quem está morto e quem está vivo, mas entre quem está em Cristo e quem não está n’Ele”.

Essa união com Cristo se apresenta como o elemento determinante e verdadeiramente decisivo para a salvação e plena felicidade, apontou o Papa.

Mais do que um lugar, o Paraíso é “estado de alma no qual se realizará, de forma superabundante, as nossas expectativas mais profundas e alcançará pleno amadurecimento o nosso ser de criaturas e filhos de Deus”, refletiu.

E lá “contemplaremos a Deus face a face, ficando envolvidos completamente pela sua alegria, pela sua paz e pelo seu amor”, acrescentou.

Essa “transformação prometida já começou a realizar-se a partir da morte e ressurreição de Cristo, e não será uma aniquilação do universo e de tudo o que nos rodeia, mas é uma nova criação que levará todas as coisas à sua plenitude de ser, de verdade e de beleza”, sublinhou. 

Antes da bênção final e durante as saudações, o Papa Francisco falou sobre a sua viagem à Turquia no próximo fim de semana. 

A visita ao país será realizada de 28 a 30 de novembro, e entre os compromissos do Santo Padre, o encontro com o Patriarca Ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu I. O encontro acontece em Istambul após a visita ao Museu de Santa Sofia, a Mesquita Azul, e onde irá presidir a uma missa na Catedral do Espírito Santo. Em seguida, depois de uma oração ecumênica na igreja patriarcal de São Jorge, o Papa terá um encontro privado com o patriarca Bartolomeu I.

No domingo, dia da festa litúrgica de Santo André, patrono da Igreja de Constantinopla, está reservado o ponto alto da visita apostólica de Francisco à Turquia, com uma celebração na igreja patriarcal de São Jorge, seguida de uma bênção ecumênica, e a assinatura de uma declaração conjunta católico-ortodoxa.

“Convido-vos a rezarem para que esta visita possa ter como frutos a paz, o diálogo sincero entre as religiões e a harmonização da nação turca”, foi o pedido expresso pelo Papa ao final da catequese.

Fonte: Agência Ecclesia e Rádio Vaticano. 

Voltar