Dom Pedro Fré morre aos 89 anos e é velado em Aparecida (SP)

03/04/2014 11:50
Redação A12, 03 de Abril de 2014 às 08h05. Atualizada em 03 de Abril de 2014 às 09h1
Dom Pedro FréFaleceu em Guaratinguetá (SP), no Hospital Frei Galvão, na madrugada desta quinta-feira (03), o bispo emérito de Barretos (SP), dom Pedro Fré. Aos 89 anos, o bispo completou, no mês de fevereiro, 68 anos de profissão religiosa na Congregação do Santíssimo Redentor. Em 2010, dom Pedro passou por cirurgia de hérnia e sofria de problemas cardíacos.
O velório realiza-se na capela São José do Santuário Nacional, em Aparecida. Às 16h, de hoje, haverá missa de corpo presente e, em seguida, o sepultamento no Cemitério Santa Rita.
Natural de Tietê – Cerquilho (SP), dom Pedro foi ordenado presbítero em 21 de dezembro de 1950. Sua nomeação episcopal ocorreu no dia 28 de outubro de 1985 pelo papa João Paulo II. Escolheu como lema de seu episcopado “Curar os corações feridos”, dedicando-se à atividades de formação e missão.
Foi pároco de Aparecida (SP) e reitor do Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição na mesma cidade, nos anos de 1964 e 1979. Entre 1986 e 1989, esteve como bispo de Corumbá (MS) e de 1989 a 2000, bispo de Barretos (SP).
Veja biografia detalhada do ministério de Dom Pedro Fré, C.Ss.R.: 
1)    Cronologia:
Nasceu a 30 de agosto de 1924, em Cerquilho (SP). Seus pais foram Andrea Fré e Anna Luvizotto.
Entrou para o Seminário Redentorista Santo Afonso, em Aparecida (SP), a 07 de abril de 1938. Fez o Noviciado em Pindamonhangaba (SP), durante o ano de 1945, onde fez a Profissão Religiosa na Congregação do Santíssimo Redentor a 02 de fevereiro de 1946.
Estudou Filosofia e Teologia no Seminário Santa Teresinha, em Tietê (SP).
Foi Ordenado Sacerdote no dia 27 de dezembro de 1950, em Tietê (SP), por Dom José Carlos de Aguirre, Bispo de Sorocaba.
No dia 06 de novembro de 1985, o Papa João Paulo II o nomeou bispo de Corumbá (MS). Sua ordenação episcopal ocorreu a na Basílica de Aparecida no dia 05 de janeiro de 1986. Depois, em 27 de dezembro de 1989, foi transferido para a Diocese de Barretos (SP).
Em 20 de dezembro de 2000, o Papa João Paulo II aceitou sua renúncia à Diocese de Barretos. A partir daí, residiu nas comunidades redentoristas de Santa Teresinha em Tietê e no Convento do Santuário Nacional em Aparecida.                          
2) Atividades pastorais e outros tipos de trabalho:
a) Depois de lecionar por um breve espaço de tempo nos seminários menores de Aparecida e Pinheiro Marcado (RS), veio trabalhar na Paróquia de Aparecida de 1953 a 1970, onde foi pároco. 
b) Foi Superior da Comunidade religiosa do Santuário Nacional de 1965 a 1967 e de 1979 a 1984. De 1970 a 1972 foi reitor da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Superior da Comunidade Religiosa, em São João da Boa Vista. De 1971 a 1979, exerceu seu ministério no exercício da pregação das Missões Populares, percorrendo diversos estados brasileiros e residindo nas comunidades redentoristas de São João Boa Vista, Tietê e Araraquara. 
c) O terceiro tempo de suas atividades apostólicas aconteceu no Santuário de Aparecida, no atendimento personalizado aos romeiros e evangelização através dos meios de comunicação, rádio e televisão. 
3) Ministério: 
Dom Fré sempre foi um homem de Deus, dedicado ao trabalho pastoral e ao atendimento paciente do Povo de Deus com grande amor e perseverança. Embora não tivesse feito grandes estudos de atualização teológica, no Pós-Concílio, entretanto gozava de bom senso e sabedoria na maneira de educar e orientar pastoralmente os fiéis.
Sendo muito delicado no trato com as pessoas e sempre demonstrando alegria e otimismo em tudo que fazia, conquistava facilmente os paroquianos e com simpatia os arrebanhava para o trabalho pastoral nas associações e grupos leigos, ao mesmo tempo que providenciava sua atualização.
Tinha excelentes qualidades para exercer a liderança, quando ocupava cargos de destaque e coordenava os grupos de trabalho. Sempre levou muito a sério e com responsabilidade os cargos de Pároco, Reitor de Igreja, Superior da Comunidade Religiosa Redentorista e como Conselheiro na Província Redentorista de São Paulo.
Biografia detalhada: Padre José Bertanha, C.Ss.R., secretário e arquivista provincial. 

 

Voltar