Vice Província da Bahia

A presença redentorista na Bahia remonta aos anos de 1948, quando os missionários holandeses e brasileiros lá começaram suas atividades.Em 1972, o superior geral dos redentoristas, Pe. Tarcísio Ariovaldo do Amaral CSsR (1919-1994) propôs que os poloneses assumissem este campo de missão.

E assim se sucedeu e os missionários prosseguiram com novas fundações e outras atividades. Atualmente, padres e irmãos redentoristas, estrangeiros e brasileiros, atuam nas seguintes cidades: Salvador-BA, Bom Jesus da Lapa-BA, Senhor do Bonfim-BA, Porto Seguro-BA e Itabuna-BA.Um dos marcos mais influentes da Histórica Religião Católica, na Bahia, é o Santuário do Senhor Bom Jesus da Lapa, nas margens do Rio São Francisco.

Numa Gruta de pedra calcária, onde se veneram as imagens do Crucificado e de Nossa Senhora da Soledade (das Angústias). História esta que remonta ao alvorecer do Ciclo do Ouro, em Minas Gerais, cujos passantes (portugueses, europeus, hebreus, ciganos, africanos, indígenas, brasileiros e mestiços) percorriam "os caminhos dos Currais", rumo à "terra prometida", e no "Santuário da Lapa" renovavam as esperanças e alimentavam a fé.

Por esta razão, esta devoção ficou tão marcada na vida dos baianos e mineiros.Neste mesmo Santuário, os redentoristas exercem uma singular pastoral, onde acolhem e orientam os cristãos, à luz da Cruz e Redenção do Senhor e Bom Jesus.     

Fonte: Ir. José Mauro Maciel CSsR.