Província de São Paulo

A Província Redentorista de São Paulo teve origem com a chegada dos missionários bávaros (alemães), em 28 de outubro de 1894, em Aparecida-SP.

Os redentoristas bávaros (alemães) chegaram em Aparecida-SP, em 28 de outubro de 1894.

Desde a primeira acolhida na Estação de Trem, à moda brasileira, com banda de música, vivas, salva de palmas e fogos de artifícios, eles já sentiram o espírito da cultura do povo brasileiro.

Ao entrar na Basílica (Velha), acharam-na bem acabada e com arte de bom gosto. E para a maior surpresa destes pioneiros foi ver que a imagenzinha de Nossa Senhora da Conceição Aparecida era negra! Semelhante a Virgem de Alttöting, padroeira da Baviera, também negra.

Ainda não conheciam a língua portuguesa, mas, observavam e procuravam entender os costumes populares e tentavam captar os valores desta porção do Brasil. Com freqüência viam o rigor pessoal no cumprimento das promessas. Também o apreço nas devoções aos santos. Era admirável notar o carinho e amor que tinham para com Nossa Senhora.

O primeiro grupo de missionários participou da Festa da Padroeira, naquela época, celebrada em 08 de dezembro. Além da missa festiva, a procissão solene, com decorações dignas, cortejo organizado e anjos vestidos pomposamente. A arte, a mensagem e a história contada através dos fogos de artifícios. Um encanto jamais visto nem esquecido pelos primeiros redentoristas que havia chegado há 50 dias!

Muitas vezes os missionários estrangeiros ficavam surpresos com os modos solenes dos brasileiros. O Pe. Lourenço Gahr CSsR (1829-1905), descreveu uma experiência que ele passou quando fez um batizado de uma criança mineira, em Aparecida, no mês de maio de 1895. "Ao terminar o batizado, a música atracou uma marcha brasileira; na Europa não se pode fazer idéia disso. Lá nem um príncipe é batizado com tanta pompa."

Além do Santuário, logo começaram suas atividades nas localidades vizinhas. Iniciaram as missões populares no Povoado do Bonfim (Aparecida) em 1896, em Areias-SP (1897), em Redenção da Serra-SP, Caraguatatuba-SP (1898), Cachoeira Paulista (1899) e Piquete-SP (1902). E em 1898, os redentoristas de Aparecida missionaram em Carmo de Minas, Sul das Gerais, onde perceberam que os mineiros possuíam profundas tradições voltadas para o Mistério da Cruz Redentora de Cristo e à Nossa Senhora.

Estas foram, dentre outras, algumas das primeiras experiências que os redentoristas bávaros tiveram em terras brasileiras. Tudo convergia ao aprendizado. Por isso, a acolhida, a proximidade e a interatividade nos ensinam e nos mostram onde e o que deve ser mudado.