"Fortes na fé, alegres na esperança, ardentes na caridade,

inflamados pelo zelo, humildes e sempre dados à oração."

Constituição dos Redentoristas, nº 20

****************************************************************

18/01/2017

 

NOTA DE FALECIMENTO

Informamos o falecimento dia 15 p.p. em Goiânia do colega

 

ERNESTO GARCIA NEVES JÚNIOR

 

À família nossos sentimentos e orações

 

*****************************************

 

Até Você

Há vinte anos que os ex-seminaristas, anualmente, se encontram. São ex-alunos dos redentoristas. E a cada encontro acontecido existe a expectativa do próximo.

Quantos são os que costumeiramente se fazem presentes e quantos  são os que não comparecem por diversos motivos!

É um encontro de gerações, dos mais novos com os mais antigos. Poderíamos afirmar que é um momento de matar saudades? É muito mais que isso. Trata-se de sentir o outro, saber do outro  que com ele conviveu, o que  está fazendo na vida. Saber da sua saúde, conhecer a sua família. É uma socialização de mentalidades, de conhecimentos, de avivamento das ideias alfonsianas, momento de graças.

A cada fotografia que olhamos, nota-se a ausência de alguns. De alguns que vieram e não mais voltaram.  Não gostaram do que viram e sentiram? Do que contemplaram? Talvez porque faleceram no decorrer dos tempos?

Jarbas, um rapazote paranaense que residiu no Seminário Santo Afonso e depois no Santa Terezinha, em Tietê. Faleceu no início da década de setenta de meningite e lá foi sepultado. Era um bom menino que ouviu dos companheiros do céu dizer: até você?

 Depois dele, foram outros para o Reino Celestial, escutaram o mesmo vozerio: até você?

Do meu curso têm alguns: José Maules da Rocha, Leuze Lucas da Silva e Edélcio Costa Lima.

José Antonio Salgado, que era do mesmo curso deles, residia em Moreira Cesar e gostava de estar no coral da paróquia tocando teclado, faleceu em janeiro de dois mil e oito.  Algumas vezes esteve participando dos ENESERs. Também ouviu seus companheiros cantarem: até você?

 Sempre estamos escutando nomes de alguns que deixam esta terra para se juntarem aqueles que estão no Reino dos Céus.

Essa forma de convivência iniciou-se nos idos de noventa e cinco com Chico Mantuanelli, Manuel Hildergado e outros, incentivado pelo Pe. Libardi.

Há quanto tempo Chico chegou ao outro lado do mundo e ouviu as vozes: até vocêêêêê ? Os tempos sem Mantuanelli já são anos passados. Talvez na mesma época do Padre Agenor, que quando cheguei ao Santo Afonso estava indo para o noviciado em Sacramento-MG. Era um menino de ouro, tanto que ouviu sussurrarem aos seus ouvidos: até você?  Pugliesi, que chegou a vir algumas vezes ao nosso encontro e, atualmente dá um timbre mais grave às vozes celestes emitidas com vigor.

 Eles foram, aos poucos, engrossando o caldo daqueles que cantam. Foi o caso dos padres Matiazzi e Masserani, que abriram espaço para Torati e Carioca, bem como para Gilberto de Aparecida e José de Arimatheia de Lorena, que quando cursamos a faculdade de filosofia na UNISAL, era o secretário. Esquecer o casal testemunho: Antônio Bicarato e Benê, que sempre estiveram presentes em nossos encontros seria um grande lapso. Se aqui na terra encantaram, lá emitem sons ritmados a todos que chegam: até vocêêêêê...!

Cantaram para o padre Libardi, que sempre esteve acompanhando a UNESER. Um ser que seduziu a muitos, de fé alegre e esclarecida, cujas idéias se amoldavam às misericórdias de Deus anunciadas por Santo Afonso. Que acolhia a todos de braços abertos. Homem de Deus que trabalhou na formação, nas missões, chegando a ser Superior Provincial. Foi missionário corajoso, e apaixonado por Nossa Senhora. Suas idéias ficaram impressas em alguns livros, nunca fugindo do que pensa o Magistério da Igreja. Ao chegar aos céus encontrou grande grupo de amigos, que com ele conviveu. Foi mais um para cantar: até vocêêêê? Tanto para si como aos outros que chegaram depois. Auxiliou o grupo a entoar o mesmo cântico para o Mané, aquele que em tempos de seminário foi amigo de todos, desde Tietê, no Seminário Santa Terezinha, até no SRSA, em Aparecida. E na UNESER era aquele que acolhia a todos e estava presente em todos os momentos, tanto no ENESER como no retiro das Pedrinhas. Todos eles deixaram marcas e saudades. Certamente se uniram, no Reino dos Céus, a todos aqueles que beberam da mesma água jorrada por Afonso, Geraldo Magella, Clemente, Neumann e tantos outros redentoristas que gozam da beatificação divina.

                                                                                                                                                                                                           Adilson José Cunha

 

 

 

Padre Inácio fala sobre missão e novos desafios da Província de São Paulo

 

Eduardo Gois, 11 de Janeiro de 2017 às 14h08.

 

A Província Redentorista de São Paulo acaba de dar posse ao novo Governo Provincial. Assumem agora o missionário redentorista e ecônomo da Província Padre Luiz Cláudio Alves de Macedo como Vigário, sendo conselheiros, Padre Marcelo Conceição Araújo, que é mestre de noviços em Tietê (SP), Padre Marlos Aurélio da Silva, diretor da Editora Ideias & Letras,Padre Fábio Evaristo Resende Silva, diretor editorial da Editora Santuário, além do Padre Inácio Medeiros como Superior Provincial. Ele fala ao Portal A12 sobre o papel do Governo Provincial e os desafios da atualidade. 

Foto: Arquivo- Portal A12

Padre Inácio Medeiros é o novo Provincial da Unidade de São Paulo

Portal A12 - O que é o Governo Provincial? 

Padre Inácio Medeiros - A Congregação Redentorista, assim como outras congregações religiosas tem uma organização territorial. Nós somos organizados em províncias e Vice-Províncias como unidades territoriais. No Brasil existem nove unidades, sendo cinco províncias e quatro vice-províncias. Uma província é uma unidade autônoma seja em pessoas, bem como em recursos. Uma Vice-Província sempre tem uma ligação com uma Província. A Província de São Paulo já iniciou as atuais províncias de Goiás e Porto Alegre e hoje tem ligada a si a Vice-Província de Recife. Portanto, Governo Provincial é uma equipe de confrades escolhidos pelos demais para gerenciar a unidade redentorista, no nosso caso a Província Redentorista de São Paulo.

A12 - Para qual finalidade existe?

Padre Inácio - No passado se entendia de forma diferente a autoridade provincial. Hoje compreendemos que a principal missão do Governo Provincial é a de ser uma equipe de animação e motivação dos confrades para que sejamos fiéis à nossa missão e coerentes com o carisma original de Santo Afonso Maria de Ligório. Neste sentido se compreende a missão do governo provincial que se coloca no contexto da congregação no mesmo nível de missão das demais atividades provinciais.

A12 - Qual é o papel do provincial?

Padre Inácio - O Superior Provincial deve ser o animador da vida provincial, fazendo-se presente nos momentos alegres e tristes da caminhada provincial. Na verdade, o superior provincial é aquele que continua a história fazendo ponto do presente com o passado, ou seja, nos ligando com as gerações que nos antecederam, mas ao mesmo tempo garantindo e projetando o futuro da congregação. Para ser fiel ao seu compromisso de animador da vida provincial o Superior Provincial procura dirigir a sua ação baseando-se no cumprimento dos Estatutos Provinciais e também no Diretório dos Superiores.

A12 - Atualmente quantas vice-províncias pertencem a unidade de São Paulo e qual a realidade delas?

Padre Inácio - Hoje a Província tem ligada a si a Vice-Provincia de Recife que engloba cinco estados do Nordeste (Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte) com nove comunidades e cerca de 46 confrades. Esta é uma realidade muito desafiadora do ponto de vista socioeconômico. Ali a Província, além de colaborar na formação das novas gerações de redentoristas, também tem uma parceria no cuidado pastoral e evangelizador do Santuário de Nossa Senhora da Conceição, localizado no Morro da Conceição, em Recife.

A12 - Quais são as frentes de trabalho da província e como elas estão aliadas a missionariedade da Congregação do Santíssimo Redentor?

Padre Inácio - A Província de São Paulo, formada hoje por quase 200 confrades distribuídos em 19 comunidades e mais duas casas mantém nove áreas de atuação missionária: Santas Missões, Santuário Nacional, Meios de Comunicação, Paróquias e igrejas Missionárias, Formação, Obras Sociais, Pesquisa e Ensino de Teologia, com destaque para a Teologia Moral, Governo e Administração.

A12 - Quais os maiores desafios da Província no momento?

Padre Inácio - Ao lado de grandes desafios como o continuado crescimento de nossos campos de missão, com a necessidade de mais confrades bem preparados, há o desafio do envelhecimento de muitos. Outro desafio é o que chamamos de interprovincialidade, com a integração e a parceria com as outras províncias redentoristas, não só no contexto interno, mas também no contexto latinoamericano. Precisamos estar atentos aos sinais dos tempos e ao que a Igreja e a Congregação precisar de nós.

A12 - Deseja acrescentar mais informações? Fique a vontade para comentar.

Padre Inácio - Peço que as pessoas não se esqueçam de nós em suas orações e que Deus continue derramando sobre nós as suas bênçãos, especialmente neste Ano Mariano em que celebramos os 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida. Para mim, como provincial, é uma imensa graça poder dirigir a Província neste ano tão especial para todo o nosso Brasil.

Fonte: Portal A12

 

 

RETIRO 2017

TEMA: MARIA

 

VOCÊ JÁ SE INSCREVEU ?

 

DIAS 27 A 29 DESTE MÊS ESTAREMOS EM RETIRO NA CASA DAS IRMÃS JAPONESAS NO BAIROO DO JARAGUÁ EM SÃO PAULO

ESTAMOS UTILIZANDO ESSA CASA POIS A PEDRINHA ESTÁ EM REFORMA

NO ANO QUE VEM JÁ RETORNAREMOS PARA A PEDRINHA

 

**************************************

 

JUBILARES DE 2017

ANO MARIANO – 300 ANOS DE BÊNÇÃOS

2300-São Paulo e 2303-Recife

 

70 anos de Profissão Religiosa (1947)

Pe. Júlio João Brustoloni (Potim)

65 anos de Profissão Religiosa (1952)

Dom José Carlos de Oliveira (Dom Carlinhos) (Potim)

Pe. Flávio Cavalca de Castro (Santo Afonso)

Pe. João Pereira Gomes (Santuário)

Pe. Humberto Mokarzel (Sorocaba)

Pe. Paulo Speekembrink – Rf 2303, Recife

Pe. Jaime Van Woensel – Rf 2303, Recife

60 anos de Profissão Religiosa (1957):

Pe. Gerhard Rudolfo Anderer (Santuário)

Pe. Antônio Clayton San’Anna (Convento Velho)

Pe. Claudio Mallmann (Santuário)

55 anos de Profissão Religiosa (1962)

Ir. Osvaldo Ferreira (Araraquara)

50 anos de Profissão Religiosa (1967):

Pe. Antônio Agostinho Frasson (Santuário)

Pe. Américo Dalbello Filho (Santuário)

Pe. Jadir Teixeira da Silva (Santuário)

40 anos de Profissão Religiosa (1977):

Ir. João Batista Amaral (Jd. Paulistano)

Pe. José Antônio Dal Bó Giovanetti (´Convento Velho)

Dom José Luiz Majella Delgado (Pouso Alegre)

Pe. Sebastião dos Reis dos Santos (Araraquara)

25 anos de Profissão Religiosa (1992)

Pe. Carlos Eduardo Catalfo (Jd. Paulistano)

Pe. Carlos Vitor Pinheiro da Cruz (Diadema)

Pe. José Roberto Luciano (Santuário)

Pe. Arcanjo Valdivino dos Santos (Campinas)

Pe. Roberto Aparecido de Lima (Araraquara)

Pe. Carlos Alberto Pereira (Araraquara)

Pe. Gerson Aparecido dos Santos (Recife)

 

**************************************************

Missionário Redentorista completa 100 anos

 

PADRE BARIANI

 
 

“Para mim a época em que passei pregando as Santas Missões Populares foi o tempo mais empolgante, mais envolvente e que me deixou muita saudade”

O missionário Redentorista, padre Antonio Ricieri Bariani, completa, no dia 24 de dezembro de 2016, 100 anos de vida. Ele reside atualmente na casa paroquial de Trindade (GO). Completamente lúcido, neste fim de ano lançou um livro de poesias. Ele conta desde sua infância, estudos, como se tornou padre redentorista, seus tempos de missionário e muito mais.

Família e infância

“Nasci em 24 de dezembro de 1916, em Guaxima, Município de Conquista, no Triângulo mineiro. Meu pai era italiano, Joseph Fioravante Bariani e minha mãe brasileira, Maria da Loka. Éramos 10 irmãos, hoje só eu estou vivo. Fui batizado no mesmo dia em que nasci. Ainda pequeno, minha família se mudou para Igarapava (SP). Ali fiz meus primeiros estudos. Depois fui estudar em Ribeirão Preto, onde cursei Escola de Comércio por três anos. Vim para Goiás em 1939. Trabalhava numa serraria com a minha família. Em 1939 eu frequentei, à noite, aulas no Liceu de Goiás”.

Igreja e fé

“Sempre fui da Igreja. Quando era pequenino eu ia à missa levado pela mão de minha mãe, e foi nas missas que eu aprendi o gosto pelas coisas de Deus. Mais tarde, já rapaz, eu pertenci à Congregação Mariana, lá em São Paulo ainda. E me fizeram diversos convites para ser padre. Falavam que faltavam padres, que estava faltando missionário. Lembro que, quando eu era coroinha, na sacristia da Catedral de Ribeirão Preto, perguntei ao padre José, um Estigmatino: “E eu presto para ser padre? Mas eu posso ser um?”. Ele apontou o dedo pra mim e falou: “Se você quiser, você presta, você pode!” E eu respondi: “Eu vou querer! Eu quero!”

No Seminário

“Até chegar ir para o Seminário foi um processo longo. Quando morava no Estado de São Paulo quis entrar para um seminário mas não foi possível. Então aconteceu que, vindo para Goiás, conheci os Redentoristas e senti que minha vocação tinha se firmado e resolvi segui-la. Conversei com o Padre Fernando Albertini, de quem tenho muita saudade. Naquela época os redentoristas de Goiás não tinham Seminário aqui. Eram unidos com São Paulo. O superior de São Paulo, padre Geraldo Pires de Souza veio fazer uma visita a Goiás. Padre Albertini, de moto, foi depressa para a serraria onde meu pai, eu e meus irmãos trabalhávamos e foi logo dizendo: “Olha, eu falei com o superior e ele quer falar com você”. Fui falar com o Padre Geraldo Pires de Souza e nós acertamos minha ida para Aparecida (SP). Depois fiz o Noviciado em Pindamonhangaba (SP), e os estudos de Filosofia e Teologia em Tietê (SP).”

 Ordenação

“Minha ordenação sacerdotal aconteceu no dia 06 de janeiro de 1949, junto com meu companheiro padre Leodônio Marques, já falecido. Aconteceu na Igreja São João Bosco, dos padres Salesianos, em Goiânia. Tenho a glória de ser o primeiro padre a ser ordenado em Goiânia. E cantei a primeira missa solene no dia 09, na Matriz de Campinas, Paróquia Nossa Senhora da Conceição, ainda na igreja antiga que, infelizmente, foi demolida. Sobre a ordenação eu digo que é um momento muito forte e marcante com a infusão do Espírito Santo...

Trabalhos

“Meus primeiros anos de sacerdócio foram em Araraquara (SP) e Aparecida (SP). Depois vim para Goiás, morando em Trindade, Brasília, e na Prelazia de Rubiataba, trabalhando com Dom Juvenal Roriz. Houve um período de dois anos que fui professor no Seminário São José, no atual Setor São José. O menino Ney Barreto, hoje padre Ney, era um dos meus alunos. Mas o tempo mais forte e marcante para mim foram os muitos anos que pertenci à equipe missionária, pregando as Santas Missões Populares. Nossa equipe pregou Missões em Goiás e em muitas cidades de outros estados brasileiros. Estivemos no Paraná (Curitiba, Londrina), em Santa Catarina (Joinvile), em muitas cidades da Bahia, do Piauí, Maranhão, Pará, Tocantins. Por isso eu digo que a época das Santas Missões, para mim, foi o tempo mais empolgante, mais envolvente e que deixou muita saudade”.

Desobrigas

“Quando morei em Trindade, nos anos de 1951/52, eu viajava de caminhão ou jardineirinhas até Aurilândia ou até Moitu, e de lá ia, à cavalo, rodando uns 15 dias fazendo desobrigas pelas fazendas, pelos povoados até as margens do Rio Caiapó. O povo tem necessidade dos sacramentos, da santa missa, da confissão, da comunhão, da catequese. Mas quem mora longe não tem como receber... então o padre vai até ele. Porque o povo tem a obrigação de confessar e receber a comunhão ao menos uma vez por ano... Então o padre vai lá para desobrigar o povo. Atende o povo... faz a catequese.. confessa... E aí o povo participa da santa missa, da comunhão... e são realizados os batizados e os casamentos. Eu fui o último padre que fez esse trabalho de desobrigas lá nos sertões daqueles tempos”.

“Falo com muita satisfação e com muita alegria da convivência com o Servo de Deus padre Pelágio Sauter. Convivi com o padre Pelágio vários anos na casa missionária de Trindade. Eu me confessava com ele, ele também se confessava comigo. Era uma maravilha a convivência com os padres antigos. Padre Pelágio era o confrade mais velho, o mais antigo de Goiás e que conhecia todo mundo. Alemão, mas conhecia os costumes de Goiás. E naquele tempo nós fazíamos três meditações por dia, e de joelhos na capela. Padre Pelágio junto, sempre junto com a comunidade. Depois, Padre Pelágio passou a ir, nas quartas-feiras, para Campinas, onde atendia o povo na Igreja Matriz, Paróquia Nossa Senhora Imaculada Conceição”.

Trindade II

“Trabalhei nas periferias de Goiânia e Trindade, residindo no Parque Buriti e Setor Maysa III, durante vinte e seis anos. Quando cheguei para fazer parte da equipe, não havia mais espaço no casebre pequenino onde já se alojam três confrades, em três cômodos que serviam de quarto, sala de recepção/refeição e cozinha. Então morei sete anos na sacristia da Igreja Nossa Senhora da Guia, e fiquei 13 anos no apartamentinho que foi construído pra mim entre a igreja e a nova casa que hoje é a secretaria da paróquia. Depois fui para o Maysa III. O carisma da Congregação é missionário, e fiquei na região Trindade II, nesses vinte e seis anos, como missionário. Se eu pudesse voltar para as missões eu voltaria! Oh, Santas Missões Populares! Quem não esteve nas Santas Missões, não participou bastante tempo das Missões, não viveu as Missões, não sabe o que é... o que são as Santas Missões! Santo Afonso tinha muita razão em pregar Missões”.

Fonte: Portal A12

 
 

************************************

 

Padre Renato Savassa, missionário redentorista, faleceu em São Paulo (SP) no sábado dia 17.

 
 

Conheça sua biografia acessando : www.a12.com/redentoristas/noticias/detalhes/padre-renato-savassa-missionario-redentorista-falece-em-sao-paulo-sp

 

 

*************************************

 

12 de Dezembro

Dia de Nossa Senhora de Guadalupe

Nossa Senhora de Guadalupe: "Não estou eu aqui, que sou sua mãe?"

 

Conheça a história de sua aparição clicando no link abaixo:

 

www.a12.com:8080/formacao/detalhes/nossa-senhora-de-guadalupe-nao-estou-eu-aqui-que-sou-sua-mae

 
***************************************
 
A FORÇA DO MISSIONÁRIO
 
Pe. José Anchieta Tavares, CSsR
 
Lá pras bandas da Itália, no solo napolitano, um sujeito corajoso, modelo de ser humano, cabra muito inteligente, cantor, poeta, escritor, excelente advogado, que em determinado momento percebeu o sofrimento de um povo solitário. Deixou fama, riqueza e os pais, disse adeus aos tribunais, foi viver com os lazarentos, abandonados, sedentos, seguiu novo itinerário. Hoje eu penso e reflito, falo, digo e repito: EU TENHO FÉ E ACREDITO NA FORÇA DO MISSIONÁRIO.
Bem no meio da pobreza tratou de armar sua tenda, tão zeloso com os cabreiros, seus irmãos e companheiros e amigos de verdade. Enfrentou fortes...
CONTINUE LENDO...
 
 
 
 

MENSAGEM DO XXV CAPÍTULO GERAL 

"Testemunhas do Redentor, solidários para a missão, num mundo ferido" 

Não teríamos direito de proclamar Jesus como nosso Senhor e nosso Deus se não tocamos suas feridas (Cf. Jo 20,27). 

1. Num clima de alegre esperança foi celebrado no Centro Redentorista de Pattaya, Tailândia, pela primeira vez na Ásia, o XXV Capítulo Geral em sua Fase Canônica. Os 101 Capitulares convivemos com os mais desfavorecidos e vulneráveis da cidade com os quais trabalham os nossos irmãos redentoristas. Na abertura do Capítulo, o Superior Geral Pe. Michael Brehl nos convidou a deixar-nos tocar pela presença do Espírito Santo que desafia a Congregação a ir até as periferias do mundo. 

2. Estamos em processo de discernimento. Se na Primeira Fase do Capítulo Geral tomamos conhecimento das preocupações, nesta Segunda Fase constatamos que a Congregação continua experimentando o mesmo apelo que ouviram Santo Afonso, os nossos santos, beatos e mártires, e nossos predecessores, para sair de nossa comodidade e eliminar tudo o que nos impede de sermos livres e proféticos. A Terceira Fase do Capítulo será a ocasião para discernir as aplicações concretas em cada Conferência. 

Atentos às feridas do mundo 

3. O Cardeal Tagle, arcebispo de Manila, que pregou o retiro do Capítulo, convidou-nos a viver em solidariedade, atentos às feridas do mundo. Somos chamados a dar uma resposta às muitas feridas do mundo. Muitos confrades se sentem feridos pelas dificuldades que enfrentam. Outros sentem a ferida da insatisfação ou de sua própria pobreza. Como Tomé no Evangelho (Jo 20,27) somos chamados a tocar as feridas de Jesus Cristo nos sofredores do nosso tempo(LG 8.3), e a encontrar nelas a cura para as nossas (1Pd 2,24). 

4. Urge desenvolver uma atitude de escuta. Escutemos a Deus que continua falando ao coração do homem disponível. Escutemos os confrades de comunidade que são nossos companheiros de caminhada. Escutemos os mais abandonados, especialmente os pobres, aos quais somos enviados. Vivamos em atitude de diálogo constante com as culturas e religiões nas quais estão inseridas as nossas comunidades. 

5. Não devemos ter medo do mundo secularizado. Ele tem nos trazido muitos aspectos importantes que podemos utilizar em nossa missão. Toda a nossa reflexão teológica, especialmente a Teologia Moral, deve abrir-se ao diálogo com estas realidades. 

A revitalização da vida consagrada 

6. A vida consagrada é um dos tesouros mais belos da vida da Igreja. O Papa Francisco nos convida a viver com alegria e gratidão este ministerio, com a certeza de que não há nada mais belo na vida do que pertencer para sempre e com todo o coração a Deus, e dar a vida ao serviço dos irmãos” (Papa Francisco, 11 de abril de 2015). E ainda que a vida consagrada esteja passando por uma crise importante, cremos que este é um bom momento para testemunharmos a beleza de uma vida edificada a partir dos conselhos evangélicos. Em todas as partes, o homem de hoje busca autenticidade nas relações. Em nossa vida consagrada podemos encarnar essa amizade evangélica. 

7. Cada confrade analise em profundidade a sua vida consagrada e veja quais são os aspectos de sua vida que é necessário converter e revitalizar. É fundamental uma íntima comunhão com Cristo Redentor, que toque nossas feridas pessoais e comunitárias, as cure e fortaleça nossa vida espiritual e nos torne disponíveis para a missão. Nossa visão da Comunidade Apostólica Redentorista estaria incompleta sem a promoção alegre da vocação. Animamos a todos os confrades a redescobrir a beleza de sua vocação redentorista, e a transformar-se nos primeiros agentes de pastoral vocacional em suas Unidades, criando uma cultura vocacional, para que muitas pessoas se incorporem à nossa Família Redentorista. 

Uma Congregação em saída 

8. Durante o Capítulo ressoou com força o apelo do Papa Francisco a "sair da própria comodidade e atrever-se a chegar a todas as periferias que precisam da luz do Evangelho" (EG 20), e a avaliar nossas estruturas, já que em muitas ocasiões "podem chegar a condicionar um dinamismo evangelizador" (EG 26). Assim, ganha renovado sentido e grande atualidade a nossa vocação missionária na Igreja. 

9. As nossas Constituições nos recordam que "isso a Congregação realiza atendendo, com dinamismo missionário, às urgências pastorais e se esforçando por evangelizar os mais abandonados, principalmente os pobres" (Const. 1). Teremos a coragem necessária para nos perguntarmos onde se encontram as periferias em nossas Unidades? Estaremos dispostos a mostrar nossa disponibilidade missionária? Cada Unidade deverá estar atenta a estas urgências, tendo muito em conta os jovens, os migrantes e os mais desfavorecidos. 

Missionários da alegria e da misericórdia 

10.Os Redentoristas de hoje somos chamados a narrar histórias de redenção, a história de um Deus que se fez próximo em Jesus de Nazaré; a própria história pessoal de cada um de nós. Somos urgidos a levar "um anúncio renovado que oferece aos fiéis, também aos medíocres ou não praticantes, uma nova alegria na fé e uma fecundidade evangelizadora" (EG 11). Para tanto, encorajamos a entrar num processo de formação contínua como projeto de vida que nos conforma com Jesus Cristo. Convidamos todos os Redentoristas a serem testemunho de proximidade e amor com todas as pessoas, como o próprio Deus se comporta com eles. Não basta experimentar a misericórdia de Deus na própria vida; também é necessário ser instrumento de misericórdia para os outros. 

Como corpo missionário 

11.Para realizar a sua missão na Igreja, a Congregação reúne confrades que, vivendo em comum, constituem um corpo missionário (Cf. Const. 2). Todos os Redentoristas sabemos que somos membros de um projeto comum com toda a Congregação. Por isso animamos a todos a cuidar do sentido de pertença e a cultivar a vida comunitária. A comunidade que queremos é lugar de inclusão de todos os confrades, idosos e jovens, com suas feridas e virtudes, e também espaço para a corresponsabilidade. 

12.Esta comunidade lê os sinais dos tempos, mantém sua fidelidade criativa ao Evangelho e promove sempre novas iniciativas para animar a vida espiritual e comunitária dos confrades. Porque a lei essencial da vida dos congregados é viver em comunidade e realizar a obra apostólica através da comunidade, exortamos a que se tenha em conta o aspecto comunitário sempre que se aceita um trabalho missionário (Cf. Const. 21). 

Em missão compartilhada 

13.Cinco Leigos Redentoristas, representando as Conferências, estiveram presentes em nosso Capítulo. Neles reconhecemos a riqueza de nosso carisma, que também aos leigos o Senhor concede e que permite uma presença e uma palavra profética no meio do mundo. Também nos sentimos chamados a construir o Reino com a grande Familia Redentorista, formada por tantas Congregações e Associações com as quais compartilhamos o carisma. Uma nova liderança para a missão (Cf. Jo 10,11ss) 

14.Para responder melhor a essa nova presença missionária no meio do mundo, o Capítulo Geral apostou em continuar o processo de reestruturação para a missão. As Conferências, nas quais o Capítulo continua apostando, são um instrumento válido para tornar efetiva essa nova presença. A Congregação precisa de líderes à maneira de Jesus Cristo, de comunidades e pessoas que exerçam a liderança na missão, tenham visão de futuro e nos mostrem a direção a seguir, íntegras e autênticas, capazes de trabalhar em equipe, e obedientes à missão. Construir o Reino de Deus a partir da solidariedade 

15.Lançamos um apelo urgente a todos os Redentoristas, especialmente aos que se encontram na formação inicial e aos confrades jovens, para abraçarem com esperança o presente e a por-se a caminho rumo às periferias, para que chegue a todos a novidade do Reino, especialmente aos mais vulneráveis e abandonados. Encorajamos nossos confrades idosos, que têm dedicado com grande generosidade a sua vida ao anúncio do Evangelho, a sustentar com seu apoio, oração e esforço todas as iniciativas que o Espírito impulsionar nos próximos anos (Cf. Const. 55). 

16.Assumamos o desafio de viver e construir a solidariedade. Solidariedade com o nosso mundo e com os homens e mulheres do nosso tempo; solidariedade com os nossos confrades; solidariedade com os mais desfavorecidos de nossa sociedade. 

17.Estendamos a prática da solidariedade a todos os âmbitos de nossa vida:  

  • Solidariedade com o Governo Geral, partilhando pessoal e recursos; 

  •                             Solidariedade das Unidades entre si, assumindo projetos de ajuda com outras Unidades mais necessitadas;  

  •                               Solidariedade nas comunidades, fomentando a corresponsabilidade nas tarefas e serviços comuns; e assumindo compromissos concretos de opção pelos mais abandonados de seu ambiente; 

  •                               Solidariedade a nível pessoal, analisando cada um se o seu estilo de vida está conforme a sua opção de vida; e assumindo gestos concretos de opção pelos pobres (Cf Const. 92-96). 

18.Sejamos profecia para o nosso mundo com o nosso estilo de vida, com a nossa denúncia das estruturas de pecado e com o anúncio da copiosa redenção que nos chega em Jesus Cristo e que liberta e dignifica o ser humano. 19.Compartilhamos essa mensagem apoiados no espírito missionário de Santo Afonso e na sua proposta moral da benignidade pastoral e da misericórdia. 

Que Nossa Mãe do Perpétuo Socorro, Mãe de misericórdia, nos acompanhe no anúncio da redenção e da vida nova.

 (O original é o texto espanhol) Pattaya, 23 de novembro de 2016

*********************************************
 

Advento: tempo de disponibilidade para reencontrar o Senhor, diz Francisco, no Angelus

 

 

 

Cidade do Vaticano (Segunda-feira, 28-11-2016, Gaudium Press) Neste primeiro domingo do Advento, que marca o início do novo Ano Litúrgico, o Papa Francisco pronunciou a tradicional alocução, durante a oração do Angelus, diante de fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro. 


O Santo Padre recordou que o tempo do Advento é uma boa ocasião para "ir ao reencontro do Senhor", e que deve ser um "um tempo de esperança verdadeira, fundada na fidelidade de Deus e sobre nossa responsabilidade". 

Ficai atentos: o Senhor nos visita continuamente

Recordando o Evangelho de São Mateus, o Papa mostrou que depois da primeira visita do Senhor à humanidade, no nascimento de Jesus na gruta de Belém; uma segunda visita realiza-se agora, no presente.

"O Senhor nos visita continuamente, todo dia, caminha ao nosso lado, é uma presença de consolação", disse Francisco, aos fiéis presentes na Praça São Pedro.

Ele recorda ainda que Mateus, narrando o dilúvio, ressalta o contraste entre a rotina cotidiana e a vinda repentina do Senhor: "Ficai atentos e preparados"!

É comum ser surpreendido nas horas que precedem uma grande calamidade estarmos levando a vida sem atenção e sem perceber que ela está para ser transformada, por vezes, definitivamente. 

Convite à sobriedade, prontos para partir

"A partir desta perspectiva, surge também um convite à sobriedade, a não nos deixarmos dominar pelas coisas deste mundo, pelas realidades materiais, mas sim a governá-las. Quando, ao contrário, nos deixamos condicionar e dominar por elas, não conseguimos perceber que há algo muito mais importante: o nosso encontro com o Senhor que vem para nós. É um convite à vigilância, porque não sabendo quando Ele virá, é preciso estar sempre prontos para partir". 

O Senhor vem na hora que não imaginamos

O convite final do Papa foi feito relembrando que "o Evangelho não quer nos transmitir medo, mas abrir nosso horizonte para a dimensão ulterior, maior , que de um lado relativiza as coisas de cada dia mas ao mesmo tempo a torna preciosa, decisiva." 
"Desta perspectiva vem também um convite à sobriedade, a não ser dominados pelas coisas deste mundo, pelas realidades materiais, mas a governá-las".

Com este convite à vigilância, neste tempo de Advento, "somos chamados a alargar o horizonte do nosso coração, a fazermo-nos surpreender pela vida que se apresenta em cada dia com as suas novidades.

Para fazer isto, é preciso aprender a não depender das nossas seguranças, dos nossos esquemas consolidados, porque o Senhor vem na hora em que não imaginamos. Vem para introduzir-nos numa dimensão mais bela e maior" - conclui o Santo Padre. (JSG)



Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/83792-Advento--tempo-de-disponibilidade-para-reencontrar-o-Senhor--diz-Francisco--no-Angelus#ixzz4RJX906jy
 

 

Por que Maria?

 

 

 

 Muitas pessoas perguntam por que existe devoção a Nossa Senhora; por que rezar a Ela, fazer imagens em sua representação, construir capelas e igrejas em sua honra. Por que tanto fervor por Maria? Isso não é um exagero?

Por que Maria.png

Além do mais, se já temos Jesus - que é Deus - a quem rezar, por que pedir graças a Ela, que não é Deus, mas apenas criatura? Isso não é desviar a atenção do Filho de Deus, que se encarnou para salvar os homens? Por que então, Maria?

Para encontrar a resposta, não precisamos buscar em muitos lugares. Não é necessário ir aos livros, nem fazer grandes pesquisas. Se quisermos saber quem deu início a esta prática, quem é o "culpado", por assim dizer, da imensa e secular devoção que todos os povos, de todas as raças e de todas as línguas têm a Maria, vamos encontrar apenas um nome: JESUS CRISTO.

Sim, Ele foi o primeiro devoto da Virgem Maria. E um sacerdote de nossos tempos, o Pe. Pinard De La Boullaye, S.J., diz que "a devoção à Santíssima Virgem Maria começou na gruta de Belém, no primeiro sorriso que teve o Menino-Deus, respondendo ao sorriso de sua queridíssima e perfeitíssima Mãe, e não parou de crescer até o último minuto de sua morte na cruz!". E se alguém quiser ainda mais provas de como a devoção a Maria é querida pelo próprio Deus, e não é uma invenção dos homens, recorramos aos evangelhos. Sim, ali encontraremos muitas passagens que nos indicam a necessidade da devoção a Maria.

Por que Maria (2).png

Vemos o arcanjo Gabriel chamar-lhe de "cheia de graça" (Lc 1,28). Ora, para que um anjo conceda a alguém esse título, qual não é a imensidão de graças que deve possuir essa pessoa? Logo a seguir vemos o mesmo anjo anunciar a Maria que Ela daria à luz um filho que se chamaria "filho de Deus". Ou seja, o próprio Deus escolheu Maria para n'Ela habitar durante todo o tempo da gestação, como em um sacrário puríssimo. Podemos achar pouco isso? 
Se lermos mais um pouco do evangelho de São Lucas, ainda veremos mais um prodígio realizado pela intercessão de Maria: ao visitar a sua prima Santa Isabel, o simples efeito de sua voz, ao atingir os ouvidos de sua parente, faz um bebê com apenas seis meses de gestação pular de alegria, e ali mesmo receber todas as graças da justificação. Era a primeira graça que o Verbo encarando concedia no Novo Testamento, e quis fazê-lo através de sua Mãe. Eis o efeito da voz de Maria.

E temos mais: São João (Jo 2,1) nos conta que, estando Jesus num casamento, na cidade de Caná, falta o vinho necessário para a festa. E pela iniciativa de Maria, e por sua intercessão junto a seu Divino Filho, é realizado o primeiro de inúmeros milagres da vida pública do Salvador. Quantas maravilhas fez Jesus por causa de sua Mãe!

E se queremos que os santos nos ensinem como a devoção a Maria foi instituída pelo próprio Deus, ouçamos São Luis Maria Grignion de Montfort:"Deus reuniu todas as águas e chamou-as mar. Reuniu todas as graças e chamou-as Maria". E São Bernardo: "A Virgem Maria foi escolhida especialmente por Deus, antes de todos os séculos, para ser guardada pelos anjos e prometida pelos profetas para ser a Mãe de Deus e nossa Mãe".

Por que Maria (3).png

E se queremos saber como deve ser a nossa devoção particular a Maria, os santos assim nos ensinam: "Tudo quanto a Virgem Santíssima pede em favor dos homens, obtém, com certeza, de Deus", diz Santo Afonso Maria de Ligório; São Germano nos anima a confiar sempre na intercessão de Maria, pois "Jesus não pode deixar de ouvir Maria em todas as suas preces, pois quer obedecê-la em tudo, como um bom filho obedece a sua mãe".

Por fim, São Bernardo exorta-nos a invocá-la em nossas necessidades: "nos perigos, nas angústias, nas dúvidas, pensa em Maria, invoca Maria. Que seu nome nunca se afaste de seus lábios, jamais abandone teu coração. Seguindo-A, não te transviarás; rezando a Ela, não desesperarás; pensando nEla, evitarás todo erro.
"Se Ela te sustenta, não cairás; se Ela te protege, nada terás a temer; se Ela te conduz, nunca te cansarás; se Ela te ajuda, chegarás ao fim".

Não tenhamos, pois, receio em amar a Maria, e sermos devotos seus de todo o coração e de toda alma. Pois nos diz ainda o Pe. Pinard que "Jesus quis ser nosso modelo em tudo, quis ser também modelo da piedade mariana. E se queremos nos perguntar qual é o limite que deve existir para a devoção mariana, ei-la: amai Maria, se puderdes, tanto quanto Jesus A amou. Sim, o modelo de piedade mariana é o próprio Filho de Deus!".

Por Alessandro Scherma Schurig

(in academico.arautos.org/2014/06/por-que-maria)



Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no linkhttp://www.gaudiumpress.org/content/83737-por-que-maria-#ixzz4RJZ5ceW5 
Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte. 

 
 

MENSAGEM DO XXV CAPÍTULO GERAL

"Testemunhas do Redentor, solidários para a missão, num mundo ferido"

 

Não teríamos direito de proclamar Jesus como nosso Senhor e nosso Deus se não tocamos suas feridas (Cf. Jo 20,27).

1.     Num clima de alegre esperança foi celebrado no Centro Redentorista de Pattaya, Tailândia, pela primeira vez na Ásia, o XXV Capítulo Geral em sua Fase Canônica. Os 101 Capitulares convivemos com os mais desfavorecidos e vulneráveis da cidade com os quais trabalham os nossos irmãos redentoristas. Na abertura do Capítulo, o Superior Geral Pe. Michael Brehl nos convidou a deixar-nos tocar pela presença do Espírito Santo que desafia a Congregação a ir até as periferias do mundo.

2.     Estamos em processo de discernimento. Se na Primeira Fase do Capítulo Geral tomamos conhecimento das preocupações, nesta Segunda Fase constatamos que a Congregação continua experimentando o mesmo apelo que ouviram Santo Afonso, os nossos santos, beatos e mártires, e nossos predecessores, para sair de nossa comodidade e eliminar tudo o que nos impede de sermos livres e proféticos. A Terceira Fase do Capítulo será a ocasião para discernir as aplicações concretas em cada Conferência.

Atentos às feridas do mundo

3.     O Cardeal Tagle, arcebispo de Manila, que pregou o retiro do Capítulo, convidou-nos a viver em solidariedade, atentos às feridas do mundo. Somos chamados a dar uma resposta às muitas feridas do mundo. Muitos confrades se sentem feridos pelas dificuldades que enfrentam. Outros sentem a ferida da insatisfação ou de sua própria pobreza. Como Tomé no Evangelho (Jo 20,27) somos chamados a tocar as feridas de Jesus Cristo nos sofredores do nosso tempo(LG 8.3), e a encontrar nelas a cura para as nossas (1Pd 2,24).

4.     Urge desenvolver uma atitude de escuta. Escutemos a Deus que continua falando ao coração do homem disponível. Escutemos os confrades de comunidade que são nossos companheiros de caminhada. Escutemos os mais abandonados, especialmente os pobres, aos quais somos enviados. Vivamos em atitude de diálogo constante com as culturas e religiões nas quais estão inseridas as nossas comunidades.

5.     Não devemos ter medo do mundo secularizado. Ele tem nos trazido muitos aspectos importantes que podemos utilizar em nossa missão. Toda a nossa reflexão teológica, especialmente a Teologia Moral, deve abrir-se ao diálogo com estas realidades.

A revitalização da vida consagrada

6.     A vida consagrada é um dos tesouros mais belos da vida da Igreja. O Papa Francisco nos convida a viver com alegria e gratidão este ministerio, com a certeza de que não há nada mais belo na vida do que pertencer para sempre e com todo o coração a Deus, e dar a vida ao serviço dos irmãos” (Papa Francisco, 11 de abril de 2015). E ainda que a vida consagrada esteja passando por uma crise importante, cremos que este é um bom momento para testemunharmos a beleza de uma vida edificada a partir dos conselhos evangélicos. Em todas as partes, o homem de hoje busca autenticidade nas relações. Em nossa vida consagrada podemos encarnar essa amizade evangélica.

7.     Cada confrade analise em profundidade a sua vida consagrada e veja quais são os aspectos de sua vida que é necessário converter e revitalizar. É fundamental uma íntima comunhão com Cristo Redentor, que toque nossas feridas pessoais e comunitárias, as cure e fortaleça nossa vida espiritual e nos torne disponíveis para a missão. Nossa visão da Comunidade Apostólica Redentorista estaria incompleta sem a promoção alegre da vocação. Animamos a todos os confrades a redescobrir a beleza de sua vocação redentorista, e a transformar-se nos primeiros agentes de pastoral vocacional em suas Unidades, criando uma cultura vocacional, para que muitas pessoas se incorporem à nossa Família Redentorista.

Uma Congregação em saída

8.     Durante o Capítulo ressoou com força o apelo do Papa Francisco a "sair da própria comodidade e atrever-se a chegar a todas as periferias que precisam da luz do Evangelho" (EG 20), e a avaliar nossas estruturas, já que em muitas ocasiões "podem chegar a condicionar um dinamismo evangelizador" (EG 26). Assim, ganha renovado sentido e grande atualidade a nossa vocação missionária na Igreja.

9.     As nossas Constituições nos recordam que "isso a Congregação realiza atendendo, com dinamismo missionário, às urgências pastorais e se esforçando por evangelizar os mais abandonados, principalmente os pobres" (Const. 1). Teremos a coragem necessária para nos perguntarmos onde se encontram as periferias em nossas Unidades? Estaremos dispostos a mostrar nossa disponibilidade missionária? Cada Unidade deverá estar atenta a estas urgências, tendo muito em conta os jovens, os migrantes e os mais desfavorecidos.

Missionários da alegria e da misericórdia

10.Os Redentoristas de hoje somos chamados a narrar histórias de redenção, a história de um Deus que se fez próximo em Jesus de Nazaré; a própria história pessoal de cada um de nós. Somos urgidos a levar "um anúncio renovado que oferece aos fiéis, também aos medíocres ou não praticantes, uma nova alegria na fé e uma fecundidade evangelizadora" (EG 11). Para tanto, encorajamos a entrar num processo de formação contínua como projeto de vida que nos conforma com Jesus Cristo. Convidamos todos os Redentoristas a serem testemunho de proximidade e amor com todas as pessoas, como o próprio Deus se comporta com eles. Não basta experimentar a misericórdia de Deus na própria vida; também é necessário ser instrumento de misericórdia para os outros.

Como corpo missionário

11.Para realizar a sua missão na Igreja, a Congregação reúne confrades que, vivendo em comum, constituem um corpo missionário (Cf. Const. 2). Todos os Redentoristas sabemos que somos membros de um projeto comum com toda a Congregação. Por isso animamos a todos a cuidar do sentido de pertença e a cultivar a vida comunitária. A comunidade que queremos é lugar de inclusão de todos os confrades, idosos e jovens, com suas feridas e virtudes, e também espaço para a corresponsabilidade.

12.Esta comunidade lê os sinais dos tempos, mantém sua fidelidade criativa ao Evangelho e promove sempre novas iniciativas para animar a vida espiritual e comunitária dos confrades. Porque a lei essencial da vida dos congregados é viver em comunidade e realizar a obra apostólica através da comunidade, exortamos a que se tenha em conta o aspecto comunitário sempre que se aceita um trabalho missionário (Cf. Const. 21).

Em missão compartilhada

13.Cinco Leigos Redentoristas, representando as Conferências, estiveram presentes em nosso Capítulo. Neles reconhecemos a riqueza de nosso carisma, que também aos leigos o Senhor concede e que permite uma presença e uma palavra profética no meio do mundo. Também nos sentimos chamados a construir o Reino com a grande Familia Redentorista, formada por tantas Congregações e Associações com as quais compartilhamos o carisma.

Uma nova liderança para a missão (Cf. Jo 10,11ss)

14.Para responder melhor a essa nova presença missionária no meio do mundo, o Capítulo Geral apostou em continuar o processo de reestruturação para a missão. As Conferências, nas quais o Capítulo continua apostando, são um instrumento válido para tornar efetiva essa nova presença. A Congregação precisa de líderes à maneira de Jesus Cristo, de comunidades e pessoas que exerçam a liderança na missão, tenham visão de futuro e nos mostrem a direção a seguir, íntegras e autênticas, capazes de trabalhar em equipe, e obedientes à missão.

Construir o Reino de Deus a partir da solidariedade

15.Lançamos um apelo urgente a todos os Redentoristas, especialmente aos que se encontram na formação inicial e aos confrades jovens, para abraçarem com esperança o presente e a por-se a caminho rumo às periferias, para que chegue a todos a novidade do Reino, especialmente aos mais vulneráveis e abandonados. Encorajamos nossos confrades idosos, que têm dedicado com grande generosidade a sua vida ao anúncio do Evangelho, a sustentar com seu apoio, oração e esforço todas as iniciativas que o Espírito impulsionar nos próximos anos (Cf. Const. 55).

16.Assumamos o desafio de viver e construir a solidariedade. Solidariedade com o nosso mundo e com os homens e mulheres do nosso tempo; solidariedade com os nossos confrades; solidariedade com os mais desfavorecidos de nossa sociedade.

17.Estendamos a prática da solidariedade a todos os âmbitos de nossa vida:

·         Solidariedade com o Governo Geral, partilhando pessoal e recursos;

·         Solidariedade das Unidades entre si, assumindo projetos de ajuda com outras Unidades mais necessitadas;

·         Solidariedade nas comunidades, fomentando a corresponsabilidade nas tarefas e serviços comuns; e assumindo compromissos concretos de opção pelos mais abandonados de seu ambiente;

·         Solidariedade a nível pessoal, analisando cada um se o seu estilo de vida está conforme a sua opção de vida; e assumindo gestos concretos de opção pelos pobres (Cf Const. 92-96).

18.Sejamos profecia para o nosso mundo com o nosso estilo de vida, com a nossa denúncia das estruturas de pecado e com o anúncio da copiosa redenção que nos chega em Jesus Cristo e que liberta e dignifica o ser humano.

19.Compartilhamos essa mensagem apoiados no espírito missionário de Santo Afonso e na sua proposta moral da benignidade pastoral e da misericórdia. Que Nossa Mãe do  Perpétuo Socorro, Mãe de misericórdia, nos acompanhe no anúncio da redenção e da vida nova.

 

(O original é o texto espanhol)                                Pattaya, 23 de novembro de 2016

 

 

CONGREGAÇÃO DO SANTÍSSIMO REDENTOR
PROVÍNCIA DE SÃO PAULO

Pattaya, Tailândia, 19 de novembro de 2016

CARTA 98/Prot. SP19112016

Aos membros professos: Junioristas, Irmãos e Sacerdotes,
Aos não-professos: Aspirantes, Postulantes e Noviços,
Religiosas e Leigos Associados a nossa missão,
Saudações!

Seguindo os trâmites estatutários da Província de São Paulo, em virtude do impedimento pessoal de continuar no Governo da Província de São Paulo, por causa da eleição para o Conselho Geral da C.Ss.R, o Vigário Provincial, após minha renúncia formal,
assume como novo Superior. 

O mesmo tem a liberdade de escolher para compor o seu Conselho Provincial, dois confrades. Assim, em nome do Revmo. Pe. José Inácio de Medeiros,
publico para toda a Província e a quem possa interessar, os nomes dos confrades escolhidos para comporem o conselho provincial, a saber:

- Revmo. Pe. Marcelo Conceição Araújo, C.Ss.R
- Revmo. Pe. Marlos Aurélio da Silva, C.Ss.R

Feitas as nomeações, avio o processo de convocação de eleições, por meio da carta (CARTA 97/Prot. SP13112016) para a escolha, por meio do voto universal, de 01 (um) confrade que comporá a nova coordenação da Província e em seguida o Vigário Provincial, conforme regem os Estatutos da SP-2300.
Agradeço imensamente aos Pes. João Batista de Almeida e Daniel Antônio que, com muito esmero, contribuíram com a Província a serviço do Conselho Provincial. Que os Senhor os recompense por esse trabalho dando-lhes muita saúde, serenidade e alegria!
Do Irmão em Cristo,

Pe. Rogério Gomes, Superior Provincial de SP 2300

 
 

Redentoristas de São Paulo lançam página oficial no Facebook

Para aproximar ainda mais o povo de Deus da Congregação do Santíssimo Redentor, a Província Redentorista de São Paulo lança página oficial no Facebook. O objetivo é comunicar assuntos referentes à província, manter contato com o público, evangelizar e fazer circular informações importantes, marcando a presença da Província de São Paulo nas principais redes.

O conteúdo das redes sociais deve propagar a mensagem do Santíssimo Redentor e divulgar notícias, vídeos, datas Importantes, momentos históricos, frases de evangelização, últimos eventos e congressos, conteúdos relativos à evangelização e ao trabalho dos Redentoristas do Estado de São Paulo.

Curta a página oficial: https://www.facebook.com/redentoristassaopaulo/

Fonte: A12.com

 

VI ENCONTRO DOS EX SEMINARISTAS DA PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE

Para ver as fotos e vídeos sobre o encontro, visite no menu acima (lado esquerdo) a página "A Congregação no Brasil" e acesse a de Campo Grande

 
******************************

Dom Orlando Brandes é nomeado novo Arcebispo da Arquidiocese de Aparecida

 

 Papa Francisco aceitou nesta quarta-feira, dia 16 de novembro, a renúncia do Cardeal Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis. E, nomeou como novo arcebispo Dom Orlando Brandes, transferindo-o da Arquidiocese de Londrina, no Paraná.

Dom Damasceno havia apresentado renúncia em fevereiro de 2012, quando completou 75 anos, conforme prevê o direito canônico. E, até a posse do novo arcebispo, marcada para o dia 21 de janeiro de 2017, ficará na Arquidiocese de Aparecida como Administrador Apostólico.

Em entrevista ao vivo a Rádio Aparecida, na manhã de hoje, Dom Orlando falou sobre sua transferência para Aparecida. "Quero acolher essa nova missão que me foi confiada pelo Papa Francisco. O primeiro objetivo é conhecer o rosto da Arquidiocese de Aparecida".

"Me sinto muito feliz por tê-lo por sucessor. Terá uma especial proteção de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil. Lhe desejo que tenha um ministério muito frutuoso em Aparecida", afirmou Dom Raymundo Damasceno a Dom Orlando.

Fonte: A12.com

Padre Rogério Gomes é eleito Conselheiro Geral para América Latina e deixa Governo Provincial

 

Congregação do Santíssimo Redentor, reunida em Capítulo Geral, em Pattaya na Tailândia, acaba de eleger os novos Conselheiros Gerais da Congregação. Entre eles foi eleito o brasileiro Padre Rogério Gomes para representar o continente Latino-Americano. Logo, ele deixará de ser o Superior Provincial da província de São Paulo e passará a residir em Roma.

Foram eleitos também Nicholas Issifi, representando a África Madagascar, J. Roll para a América do Norte, A. Eseverri pela Europa e Sebastian Dato, representando Asia-Oceania. O sexto conselheiro será eleito numa próxima votação dos nomes remanescentes indicados pelas conferências.

Padre Rogério Gomes aproveitou a oportunidade para enviar carta, anunciando formalmente este novo momento. Veja na íntegra.

 Estimados Confrades, Estudantes, Religiosas e Leigos Colaboradores em nossa missão!

Saudações!

Comunico-lhes que neste dia 11 de novembro de 2016, em sessão do XXV Capítulo Geral, em Pattaya, Tailândia, fui eleito Conselheiro Geral pela Conferência da América Latina. No momento oportuno, farei outras comunicações acerca de futuros procedimentos eletivos!

Agradeço-lhes imensamente pelo apoio que recebi durante estes dois anos de trabalho a serviço da Província e continuarei recebendo de cada um de vocês. Peço-lhes muitas orações por este novo árduo trabalho a serviço da Congregação, neste processo de reestruturação que estamos vivendo! Que o Espírito do Senhor anime cada um em sua caminhada e consagração.

Fraternalmente,

Padre Rogério Gomes, C.Ss.R

Fonte: A12.com

 

Padre Michael Brehl é reeleito Superior Geral da Congregação do Santíssimo Redentor

Padre Michael Brehl é reeleito superior geral da Congregação do Santíssimo Redentor, os Redentoristas. Ele foi eleito nesta quarta-feria, 9/11, dia do aniversário da congregação, durante Capítulo Geral que acontece na Tailândia.  Ele obteve 92 votos de 101 votantes.

 

O novo superior geral, nasceu em 1955, em Toronto. Na congregação, Padre Brehl foi da equipe missionária itinerante de 1983-1990 e depois foi mestre de noviços de 1990 a 1993. Também foi diretor da Teologia, de 1993 a 1999, membro do Secretariado Geral de Formação, de 1992 a 1999 e de 2003 a 2009. Foi ainda Vigário Provincial de Edmondo-Toronto e diretor da Conferência dos Religiosos do Canadá, de 2002 a 2005 e Superior Provincial da Congregação 2010-2016.

Fonte: A12.com

 

Nos dias 08 e 09 de outubro tive a alegria de participar com meus confrades redentoristas do Jubileu Mariano. O evento começou no dia 7, mas participei no sábado à tarde e no domingo de manhã, no Vaticano.

A procissão, reunindo representações de santuários marianos de mais de 40 nações, foi uma experiência riquíssima de encontro de culturas e povos diversos, manifestação viva da unidade na diversidade que resplende no coração da Igreja. Como é bonito contemplar em cada imagem ou banner, simples ou suntuoso... o rosto sereno de Maria que se compadece do sofrimento de seus filhos e se apresenta de maneira inculturada para ali ser Mãe de Misericórdia e esperança nossa!

Estivemos presente com um banner representando nossa Rainha e Padroeira, Nossa Senhora Aparecida. Junto conosco estava a comunidade brasileira em Roma, que levaram uma imagem da Mãe Aparecida. Como Deus é bom! Esse evento acontecendo aqui no mesmo período da novena aí em Aparecida. Maria é assim! Convida-nos todos a viver a verdadeira comunhão em Jesus, seu Filho. Dizendo sim ao Espírito Santo, ela nos ensina a abrir o coração para acolher e participar da festa que o Pai misericordioso prepara para todos nós.

 

Jubileu dos Santuários Marianos no Vaticano

 

Emocionante foi ver o Papa Francisco ir ao encontro do ícone bizantino de Nossa Senhora com o Menino, intitulado Salus Populi Romani, antes de começar a oração do santo rosário. Foi um verdadeiro momento de fé que comoveu o coração dos participantes. Com esse e tantos outros gestos simples e significativos, Francisco nos convida confiar sempre na intercessão materna de Maria que sempre nos mostra Jesus. A chuva que caiu imediatamente após o final da vigília concluiu o momento como sinal das graças divinas que caem sobre nós abundantemente!

Ainda que o oceano nos separe, Maria nos mantém sempre em comunhão filial, unidos no anúncio da Copiosa Redenção.

Pe. Anísio Tavares, C.Ss.R.
Missionário Redentorista
Roma-Itália

 

Fonte: A12/Redentoristas

 

 

 

 

 

Bispo redentorista é nomeado cardeal pelo Papa Francisco

 

O missionário redentorista Joseph William Tobin foi nomeado cardeal pelo Papa Francisco no último domingo (09). Dom Willian Tobin que atualmente é arcebispo da arquidiocese americana de Indianápolis será criado cardeal no Consistório do dia 19 de novembro, véspera do fechamento da Porta Santa da Misericórdia. Outros 13 bispos receberão a nova missão, entre eles o brasileiro, Dom Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB. 

Dom William Tobin já foi Superior da Congregação Redentorista por 12 anos (1997 a 2009) e Secretário da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica. 

Biografia - Nascido em Wayne County, Detroit (Michigan, Estados Unidos), em 1952, Dom Tobin professou os primeiros votos religiosos na Congregação do Santíssimo Redentor no dia 5 de agosto de 1973 e foi ordenado sacerdote em 1978. É formado em Filosofia e mestre em Teologia Pastoral pela Mount Saint Alphonsus Major Seminary ad Esopus (Nova Iorque).

Ordenado sacerdote em 1º de junho de 1978, assumiu a paróquia do Santíssimo Redentor em Detroit, primeiramente como vigário paroquial e depois como pároco, permanecendo nessa comunidade até 1990. Depois assumiu a paróquia de Santo Afonso ficando apenas um ano nessa comunidade. Foi Vigário Episcopal da Arquidiocese de Detroit, entre os anos de 1980 e 1986 e em 1991 foi eleito Consultor Geral da Congregação. Em 9 de setembro de 1997 assumiu como Superior Geral e em 2003 foi reeleito para um segundo mandato. Nesse período, o religioso também foi vice-presidente da União dos Superiores Gerais. 

No dia 09 de outubro de 2010 foi ordenado bispo e assumiu a sede de Obba, no continente africano. Nesse mesmo ano recebeu a nomeação para a Congregação da Santa Sé. Em 18 de outubro de 2012, o então Papa Bento XVI o nomeou arcebispo de Indianápolis, cargo que ocupa até os dias atuais. Dom William fala inglês, espanhol, italiano, francês e português.

 

 
17/08/2016
 

VAMOS A PORTUGAL

 
 

Para melhor visualização, acesse a página PORTUGAL no Menu ao lado

 
FAÇA LOGO SUA INSCRIÇÃO POIS TEREMOS POUCAS VAGAS
 
***************************
Confira as fotos da celebração do Jubileu Sacerdotal de alguns Missionários Redentoristas
 
 
 
 
03/08/2016
 

Conheça o novo espaço vocacional do Seminário Santo Afonso - 02 de Agosto

 

Acesse a reportagem da TV Aparecida clicando no link abaixo:

www.a12.com/tv-aparecida/multimidia/detalhes/tj-aparecida-conheca-o-novo-espaco-vocacional-do-seminario-santo-afonso-02-de-agosto

 

 

*******************************************************

 
 

INAUGURADA A NOVA ALA DE DORMITÓRIOS DOS SEMINARISTAS 

NO SEMINÁRIO SANTO AFONSO

 
 
 

27/07/2016

 

NOTA DE FALECIMENTO

Comunicamos o falecimento ontem (26/07) em Itajaí - SC do colega 

VILIBALDO GOMES DA SILVA

Estudou na Congregação de 1966 a 1970

Deixa esposa e dois filhos

 

O sepultamnento será hoje no Cemitério Boa Vista, Ilhota SC

 

À família nossos sentimentos e orações.

 

 

23/07/2016

VAMOS A PORTUGAL 

 

 

27/06/2016

 

CONVITE

 
 

 

 

Prezado colega ex-seminarista redentorista. 

Estou convidando você para participar do lançamento de três livros de minha autoria no 21º encontro da UNESER em Aparecida de 22 a 24 de julho de 2016. Os livros terão preços promocionais e parte da venda será destinada para UNESER. Será para mim grande alegria e felicidade rever colegas da época (1953-1961) quando estudei no Santo Afonso e também muitos outros que conheci como Padre e mesmo vocês mais novos. 

“Uma vez redentorista sempre redentorista’’ 

Abraço Fraterno Gil Barreto Ribeiro

 

******************************************

 

20/06/2016

CONVOCAÇÃO

O presidente dessa Associação, vem por este meio, de acordo com os Estatutos da UNESER (UNIÃO NACIONAL DOS EX-SEMINARISTAS REDENTORISTAS), convocar uma Assembleia Geral Extraordinária para o próximo dia 24 de julho de 2016, às 10h, nas instalações do CERESP - Centro Redentorista de Espiritualidade, localizado à Rua Padre Claro Monteiro, 152, Aparecida, SP, com a seguinte pauta:

1.  Alteração Estatutária.

Essa publicação ocorre de acordo com as normas estatutárias (circular, meios eletrônicos e no site da UNESER).   

São Paulo, 20 de junho de 2016.

 JOSÉ ROBERTO STALIANO - PRESIDENTE

 
**************************************************************

17/06/2016

 

A fundadora da Ordem do Santíssimo Redentor Madre Maria Celeste Crostarosa será beatificada pela Igreja no dia 18 de junho em Foggia, na Itália. Para comemorar esse novo passo na causa de canonização de sua fundadora, a Comunidade das Monjas Redentoristas de Itu (SP) realiza entre os dias 26 e 29 de junho, um Tríduo em ação de graças pela beatificação.

crostarosa_madre_1

A programação no Mosteiro da Imaculada Conceição conta com Missa às 18h30, nos dias 26, 27 e 28 de junho. Em cada dia serão refletidas a vida, a história e a espiritualidade da futura beata. No dia 29 de junho, quarta-feira, ocorre uma Solene Celebração Eucarística, às 15h00, presidida pelo superior provincial dos Missionários Redentoristas, padre Rogério Gomes. A Missa terá por tema "A Missão de Madre Maria Celeste na Igreja".

Biografia

Madre Maria Celeste Crostarosa nasceu no dia 31 de outubro de 1696 na cidade italiana de Nápoles. Trabalhou com muita coragem entre os mais necessitados. Foi uma mulher forte, perseverante, enérgica, decidida. Soube dizer sempre "sim" a Deus, e quando necessário soube dizer "não" aos homens, inclusive aos homens da Igreja. Sua mensagem, sobretudo, sua mensagem eucarística, não é reservada somente aos contemplativos: é dirigida a todos os cristãos.

Assessorada por Santo Afonso Maria de Ligório, o fundador dos Missionários Redentoristas, fundou a Ordem do Santíssimo Redentor no dia 13 de maio de 1731 (Festa de Pentecostes), um ano antes da fundação da Congregação Redentorista. 

O processo de Madre Celeste recebeu aprovação do Vaticano, em 1901, quando a religiosa foi declarada Venerável, 146 anos depois de sua morte. 

A solene celebração da beatificação vai ocorrer na Catedral Basílica de Maria Santíssima, em Foggia, na Itália, presidida pelo cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, às 10h00, hora local. 

 
Fonte: www.a12.com/redentoristas

************************************

 
 
 
 

04/06/2016

 

O XXI ENESER será nos dias 22 a 24 de julho deste ano, com o Tema "CUIDANDO DA CASA COMUM" 

 

Teremos como palestrante sobre a "LAUDATO SI'" 

 

DOM FREI CLAUDIO HUMMES, OFM  

 

SUA PRESENÇA É MUITO IMPORTANTE

 
O custo será de R$ 200,00 por pessoa para quem for participar todos dias
 e de R$ 50,00 por dia para quem é da região e não irá dormir no CERESP
 
Neste custo estão incluídas duas diárias, dois cafés da manhã, dois almoços, dois jantares (um churrasco), lanches, despesas de organização, brindes e camisa
 
Para que possamos organizar melhor o evento, faça sua inscrição o mais RÁPIDO POSSÍVEL pelo Site
 
 
Clique no link abaixo para sua inscrição:
 
 

www.uneser.com.br/inscri%C3%A7%C3%A3o-evento/

 
 

Não esqueça dos doces, salgados e bebidas para a partilha

 

Brindes para sorteio são bem vindos!

 

******************************************

************************************

 
 

16 de Maio de 2016

CONVOCAÇÃO

O presidente desta Associação, vem por este meio, de acordo com os Estatutos da UNESER (UNIÃO NACIONAL DOS EX-SEMINARISTAS REDENTORISTAS), convocar uma Assembleia Geral Ordinária para o próximo dia 24 de julho de 2016, às 9h, nas instalações do CERESP - Centro Redentorista de Espiritualidade, localizado à Rua Padre Claro Monteiro, 152, Aparecida, SP, com a seguinte pauta:

1-  Apresentação e avaliação das Contas do ano de 2015;

2-  Apresentação e avaliação do Orçamento do ano de 2016;

3-  Informes.

Essa publicação ocorre de acordo com as normas estatutárias (circular, meios eletrônicos e no site da UNESER).   

São Paulo, 15 de maio de 2016.

JOSÉ ROBERTO STALIANO - PRESIDENTE 

 
 

****************************************************

 
 
 

 

 

 

Nossa Senhora de Guadalupe: "Não estou eu aqui, que sou sua mãe?"

 

INFORMAÇÕES

Saiba como se prepara uma Missão Popular

17/11/2016 14:31
Clique no link a seguir para ter todas informações:  http://www.a12.com/redentoristas/noticias/detalhes/saiba-como-se-prepara-uma-missao-popular

SANTUÁRIO DE APARECIDA - Ao Vivo

06/06/2016 00:00
Acompanhe a movimentação do Santuário ao vivo.  Aqui você acessa a Imagem, o Nicho de Nossa Senhora, o Altar Central, Capela do Santíssimo, Capela São José e a área externa do Santuário   Acesse: www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/santuario-ao-vivo

CAPELA DE FÁTIMA

06/11/2015 10:24
Assista em tempo real as celebrações na Capela de Fátima em Portugal clicando no título acima e depois no link abaixo: www.fatima.pt/pt/pages/transmissoes-online    www.santuario-fatima.pt/portal/index.php?id=14924

CAPELA NOSSA SENHORA DA MEDALHA MILAGROSA

06/11/2015 10:10
Visite e conheça a Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa clicando no título acima e depois em: www.chapellenotredamedelamedaillemiraculeuse.com/langues/portugues/capela-nossa-senhora-da-medalha-milagrosa/

EVENTOS

XXI ENESER - Encontro Nacional dos Ex Seminaristas Redentoristas

De 22 a 24 de julho de 2016 estaremos realizando o XXI ENESER Tema: 'LAUDATO SI"  apresentado por Dom Cláudio Hummes, OFM. Você não pode perder!

ANO VOCACIONAL REDENTORISTA PERMANENTE

ANO VOCACIONAL REDENTORISTA PERMANENTE
DIVULGUE EM SUA COMUNIDADE Seja mais um Missionário Redentorista! A Caminhada em prol das vocações continua!  Somos todos Missionários!

Mensagem do Dia

“O que se faz sem obrigação e sem interesse é o que define quem somos.”

04/07/2016 09:15
Bom Dia! Nova semana, novas esperanças... Bom seria ter sempre um coração novo... Nada que seja impossível. A espiritualidade renova qualquer coração! “O que se faz sem obrigação e sem interesse é o que define quem somos.” O sonho por um mundo, onde as pessoas possam se movimentar unicamente pelo bem comum, continua muito atual. Mesmo que alguns coloquem os próprios interesses em primeiro lugar, ainda há corações despidos da ganância. Com o passar dos dias, as pessoas necessariamente vão demonstrando o que são. A convivência permite e provoca a espontaneidade. Ninguém consegue disfarçar a sua...
Todos os artigos